Seguidores

sábado, 4 de julho de 2015

Trio encapuzados mata jovem de 25 anos após assalto no sítio Panati

crime de latrocínio foi registrado no sítio Panati

De acordo com as primeiras informações, na noite de ontem (sexta-feira, 03), ocorreu um crime de latrocínio no sítio Panati, que fica localizado entre as divisas dos estados do Paraíba e Rio Grande do Norte, entre os municípios de Brejo dos Santos e Alexandria.

A vítima, foi um jovem que teria sido morto com um tiro disparado por um dos meliantes, durante o assalto.

O jovem foi trazido para o Hospital São Lucas, de Brejo dos Santos (PB), mas não resistiu e veio a óbito.

A Polícia Militar de ambos estados estão em diligências para tentar elucidar o crime e prender os acusados.

Catole News


Leia Mais ››

CALENDÁRIO DO PIS/PASEP: Depósitos, de 1 salário mínimo, começam a ser feitos em 22 de julho e seguem até março de 2016; saiba se você tem direito

Abono é pago a quem tinha carteira assinada e recebeu em média até 2 salários mínimos
Camila Domingues/Palácio Piratini/Divulgação
Abono é pago a quem tinha carteira assinada e recebeu em média até 2 salários mínimos

Depósitos, de 1 salário mínimo, começam a ser feitos em 22 de julho e seguem até março de 2016; saiba se você tem direito

O PASEP é pago também a todos os Servidores públicos cadastrado no Programa de Formação do patrimônio do Servidor Público (PASEP).



O primeiro lote de pagamento do abono salarial do PIS/PASEP do exercício 2015/2016 será pago em 22 de julho, informou  nesta sexta-feira (3) o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhaodr (Codefat). As liberações seguem até 17 de março de 2016, são realizadas de acordo com a data de nascimento do trabalhador e o recurso fica disponível para saque até 30 de junho de 2016.
O benefício, de um salário mínimo (hoje R$ 788), é pago a quem recebeu em média até dois salários mínimos mensais no ano anterior com carteira assinada. É preciso estar cadastrado no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP).
Leia também:
De acordo com o Ministério do Trabalho, o abono salarial será pago a 23,4 milhões de trabalhadores num total de R$ 17,1 bilhões. O PIS é pago nas agências da Caixa Econômica Federal e o PASEP, nas do Banco do Brasil. Os inscritos devem apresentar um documento de identificação e o número de inscrição no PIS ou PASEP. Confira abaixo o calendário.
PIS - Pago pelas agências da Caixa Econômica Federal
Nascidos emRecebem a partir deRecebem até
Julho22/07/2030/06/2016
Agosto20/08/2015
30/06/2016
Setembro17/09/201530/06/2016
Outubro15/10/201530/06/2016
Novembro19/11/201530/06/2016
Dezembro17/12/201530/06/2016
Janeiro14/01/201630/06/2016
Fevereiro14/01/201530/06/2016
Março16/02/2016
30/06/2016
Abril16/02/2016
30/06/2016
Maio17/03/2016
30/06/2016
Junho17/03/2016
30/06/2016

PASEP - Pago pelas agências do Banco do Brasil
Final da inscriçãoRecebem a partir deRecebem até
022/07/201530/06/2016
120/08/201530/06/2016
217/09/201530/06/2016
315/10/201530/06/2016
419/11/201530/06/2016
514/01/201630/06/2016
6 e 7 16/02/201630/06/2016
8 e 9 17/03/20630/06/2016




IG
Leia Mais ››

Na hora da luta pela vida, e até na hora da morte, população lembra de um gestor

SAMU continua salvando vidas


Cemitério Público com energia elétrica

Não é fácil esquecer daqueles que trazem benefícios essenciais para um município, principalmente se este beneficio estar ligado diretamente a saúde; me refiro a o SAMU que continua salvando vidas; ou então quando se consegue algo, que passou muitos anos sem ter o beneficio, e quando pensamos que não tem mais solução, de repente chega; inclusive nesta semana, muitos foram para um sepultamento que aconteceu no período noturno, com a claridade não se pode esquecer daquele que conseguiu tal beneficio.


A população do município de Bom Sucesso PB tem a consciência de que o SAMU continua salvando vidas. Pois quando ouvimos a sirene do SAMU lembramos que a luta daqueles profissionais é pela vida; seja em um atendimento a um acidentado, ou daquela pessoa que por algum motivo de saúde passou mal e necessita urgentemente de atendimento; lembramos também que é a independência do povo nesta questão, pois anteriormente quando não existia o SAMU, tinha que falar com algum politico para se ter um veiculo, para poder levar alguém doente ou acidentado, agora ligou 192 chegou. E também não se pode deixar de lembrar daquele que conseguiu  o referido beneficio.

Existe pessoas que não gosta deste politico a qual me refiro, e acredito que com razão; até porque as pessoas alegam vários motivos; como também tem várias pessoas que gostam, e com razão; pois reconhece que com o trabalho que ele desenvolveu no município melhorou para todos em alguns aspectos.


Quando falamos em LUTA PELA VIDA lembramos do SAMU; e quando falamos até mesmo em MORTE lembramos da iluminação pública dos dois cemitérios do município, o de Bom Sucesso e o do distrito de Serrinha; e quando falamos e observamos estes benefícios lembramos daquele que conseguiu, por mais que alguém não queira se lembrar é difícil esquece



A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

sexta-feira, 3 de julho de 2015

CONCURSO, MUDANÇA EM RESULTADO: Retificação do resultado final do concurso público de Bom Sucesso PB é publicado



Foi publicado no dia 02 de julho de 20015 a Retificação do resultado do concurso público de Bom Sucesso PB no site da empresa que realizou a aplicação do certame.
Uma candidata que concorreu para o cargo de Cozinheiro da Secretaria de Educação, entrou com um recurso (requerimento/oficio) administrativo para correção, pois a mesma se sentiu prejudicada, ela notou que a nota atribuída a ela no resultado publicado em 21 de junho de 2015, estaria abaixo do que ela realizou na prova, motivo pelo qual, a mesma foi até a empresa para a devida correção. A empresa realizou a correção, e a candidata que estava em 7° lugar passou para a 2º Colocação, e quem estava anteriormente em 2° lugar foi para a 7° colocação; as  candidatas envolvidas tem o primeiro nome idêntico. O que chamou mais a atenção é que para o cargo concorrido existe apenas duas vagas, então quem estava anteriormente com a vaga garantida ou seja  APROVADA E CLASSIFICADA  passou apenas para a posição de APROVADA, perdendo automaticamente a vaga que era garantida.

RESULTADO FINAL publicado em 21 de junho de 20015

COZINHEIRO – SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

01 ANA MARIA DE LUCENA LEANDRO DE PAZ 72,5 APROVADA E CLASSIFICADA
02 KAISA MAMBELL GONÇALVES 70,0 APROVADA E CLASSIFICADA 
03 JOSSELMA ARAUJO DE OLIVEIRA LIMA 67,5 APROVADA
04 FRANCISCA TAISA DOS SANTOS DANTAS 67,5 APROVADA
05 ANTONIA MARIANO DE LIMA 57,5 APROVADA
06 LUCICLEIDE CAETANO DA SILVA 55,0 APROVADA
07 KAISA MABEL ISMAEL DE FREITAS 52,5 APROVADA


RETIFICAÇÃO Resultado publicado em 02 de julho de 2015

COZINHEIRO – SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

01 ANA MARIA DE LUCENA LEANDRO DE PAZ 72,5 APROVADA E CLASSIFICADA
02 KAISA MABEL ISMAEL DE FREITAS 70,0 APROVADA E CLASSIFICADA 
03 JOSSELMA ARAUJO DE OLIVEIRA LIMA 67,5 APROVADA
04 FRANCISCA TAISA DOS SANTOS DANTAS 67,5 APROVADA
05 ANTONIA MARIANO DE LIMA 57,5 APROVADA
06 LUCICLEIDE CAETANO DA SILVA 55,0 APROVADA
07 KAISA MAMBELL GONÇALVES 52,5 APROVADA  

Os resultados de maneira oficial se encontram no seguinte endereço eletrônico
 http://www.institutobelchior.com.br/home/

A NOTICIA BOM SUCESSO PB

Leia Mais ››

Em São Bento Empresário é preso suspeito de planejar morte de funcionário

Um empresário de 39 anos foi preso por força de um mandado de prisão sob a suspeita de ter planejado e ordenado matar o próprio funcionário. O suspeito foi pego em casa na manhã desta quinta-feira (2), na cidade de São Bento, a 434 km de João Pessoa. Na residência dele os policiais civis encontraram várias armas e dezenas de munições, sem registros. A operação foi batizada de ‘Rede de Aço’. Dois ajudantes dele também foram presos.
De acordo com a delegada Patrícia Forny, chefe da 18ª DSPC de Catolé do Rocha, a suspeita sobre o empresário começou em abril deste ano quando um dos funcionários dele foi morto a tiros. “O jovem foi assassinado em um lixão da cidade com quatro tiros. A vítima trabalhava para o empresário e teria roubado dinheiro, cheques e um aparelho celular dele durante uma entrega de material. Foi prestada queixa do roubo e tomadas medidas cabíveis”, disse.
Ainda segundo a delegada, o empresário teria planejado matar o jovem devido a prática do delito. “A investigação indicam que ele (empresário) tramou a vingança e coube aos seus dois funcionários, que são homens de confiança dele executar o crime. Após o roubo, o jovem fugiu para Pernambuco, mas quando voltou foi morto”, revela.
Investigações da Polícia Civil indicam que a arma utilizada no crime e os meios de fuga dos executores foram fornecidos pelo empresário. “Acredita-se que o empresário além de mentor do delito, também forneceu meios e armas para a execução do assassinato”, relata a delegada em um trecho da nota divulgada pela PC.
 
Forny falou que o empresário seria um apreciador de armas de fogo. Foram encontradas na residência e na sede da empresa dele pistolas 380 e Ponto 40, um revólver calibre 38, uma escopeta calibre 12, carregadores de pistolas, 62 munições de 380, dez munições calibre 38, quinze munições .40, cinquenta munições calibre 12, além de um kit de manutenção e limpeza de armas.
Os presos serão levados para presídios na região. “Não agimos por motivações pessoais, nem deixamos de fazê-lo por isto. a lei vale para todos e a sociedade clama por segurança e justiça todos os dias. A prioridade da Secretaria de Estado de Segurança Defesa Social é o combate aos delitos contra a vida, e São Bento está recebendo atenção especial pelo seu grande número de homicídios. Os números falam por si, neste ano vemos a redução dos homicídios e esperamos terminar o ano com resultados ainda melhores”, desabafou a Patrícia Forny.
A ação teve a participação os delegados Carlos Seabra ,Homero Perazzo, Demétrius Patrício e Laura Priscila. Participaram também quinze agentes de investigação das Delegacias Seccionais de Catolé do Rocha, Sousa e Cajazeiras.
 
Portal Correio


Leia Mais ››

Acusado de matar jovem sousense com seis tiros é preso pela Polícia em São Paulo dois anos após o crime

O sousense Ariel Charles Rodrigues de França, 29 anos, foi preso nesta quarta-feira (01) pela polícia do Estado de São Paulo. Ele é acusado de ter assassinado a ex-namorada, a sousense Leliane de Assis Lopes, 22 anos. O crime aconteceu no dia 19 de janeiro de 2013 em São Paulo.


Familiares de Leliane, informaram que o acusado foi preso e já foi encaminhado ao presídio onde ficará a disposição da justiça.

O crime


Leliane, foi morta  enquanto caminhada em via pública com um amigo. Ela foi abordada por Ariel, que desceu de um carro e lhe disparou seis tiros. O acusado fugiu correndo após o homicídio. Leliane ainda foi socorrida para o Hospital Municipal do Servidor Público, mas não resistiu aos ferimentos.

Imagens de câmeras de segurança mostram que a vítima tentou se proteger atrás de um homem, quando o suspeito atirou pela primeira vez. Leliane e o homem caíram. O assassino ainda deu vários tiros na mulher e fugiu. O homem não se feriu.


Após o crime Ariel Charles se apresentou em companhia de seu advogado, onde foi ouvido e em seguida liberado por ter livrado o flagrante. Cinco dias depois do crime, a Justiça de São Paulo expediu o mandado de prisão e até o presente a polícia estava a procura do acusado, que foi preso dois anos após o homicídio.

*Sertão Informado
Leia Mais ››

Policia Militar de Riacho dos Cavalos Cumpre Mandado de Prisão

                                               JOSÉ ADEMIR DE ANDRADE
Por volta das 16:30 minutos dessa Quinta Feira (02) de Julho de 2015 uma guarnição da Policia Militar sob comando do Sargento Suares, e Cabo Jerõnimo cumpriram um Mandado de Prisão Expedido pelo Juiz Renan do Vale Marques em desfavor do Agricultor José Ademir de Andrade (30) anos de idade, residente na Rua do Alto em Riacho dos Cavalos.

Segundo infomações da Policia Militar José Ademir é acusado de cometer um Homicidio em 2010 no Sitio Alto dos Doidos zona rural de Riacho dos Cavalos.

O acusado foi preso por Força de Um Mandado de Prisão onde foi conduzido para o Destacamento de Policia Militar de Riacho, em seguida encaminhado para 8°DRPC no Bairro Batalhão em Catole´do Rocha para as providencias dentro da forma da Lei.

Eli Cavalcante Com Informações da Policia Militar
Leia Mais ››

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Câmara aprova em 1º turno nova proposta para reduzir maioridade



Aprovação ocorreu um dia após PEC semelhante ser derrubada na Casa.
Idade penal reduz para 16 anos em homicídio, lesão grave e crime hediondo.

Após polêmica sobre a validade da votação e com as galerias do plenário vazias, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (2) proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso, e lesão corporal seguida de morte. O texto ainda precisa ser votado em segundo turno antes de seguir para o Senado.
A aprovação se deu com 323 votos favoráveis, 155 contrários e 2 abstenções. Eram necessários ao menos 308 votos a favor para a matéria seguir tramitando. De acordo com o presidente da Câmara,Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a votação em segundo turno deverá ocorrer após o recesso parlamentar de julho, já que é preciso cumprir prazo de cinco sessões antes da próxima votação.
Pelo texto, os jovens de 16 e 17 anos terão que cumprir a pena em estabelecimento penal separado dos menores de 16 e maiores de 18. Ao final da votação, deputados seguraram cartazes na tribuna em defesa da proposta e comemoraram com gritos em plenário (veja vídeo acima).
A aprovação da proposta ocorre depois de aCasa derrubar, na madrugada de quarta-feira, texto semelhante, que estabelecia a redução casos de crimes cometidos com violência ou grave ameaça, crimes hediondos (como estupro), homicídio doloso, lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte, tráfico de drogas e roubo qualificado.
Após a rejeição na noite anterior, Cunha afirmou que a Casa ainda teria que votar o texto principal, mas ressaltou que isso só ocorreria após o recesso parlamentar de julho. No entanto, após reunião com parlamentares favoráveis à redução da maioridade penal, ele decidiu retomar a análise do tema nesta quarta (1º) para apreciar um texto parecido com a proposta rejeitada.

Jovens da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Nacional dos Estudantes Secundaristas (UNBES) não esperavam a retomada da votação e, por isso, não conseguiram fazer protestos como os mobilizados na noite anterior.

Cunha também não permitiu a entrada dos poucos estudantes que foram à Câmara para defender a derrubada da proposta, alegando que os manifestantes fizeram tumulto na noite anterior. A decisão do presidente da Câmara de votar um texto semelhante ao derrotado de madrugada também gerou bate-boca e questionamentos por parte de deputados contrários ao texto, mas o peemedebista conseguiu prosseguir com a votação.

Durante a sessão, deputados do PT, do PSOL e do PCdoB defenderam a derrubada da PEC. O governo defende alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente e ampliar o tempo máximo de internação de 3 para 8 anos.
“Todos nós queremos resolver a questão da violência, da criminalidade, queremos evitar que crimes bárbaros terminem. Mas precisamos, de forma madura e responsável, encontrar qual a alternativa real para resolver o problema. E a alternativa real é alterarmos o Estatuto da Criança e do Adolescente. Os efeitos colaterais dessa redução da maioridade penal são maiores que os alegados benefícios”, disse o deputado Henrique Fontana (PT-RS).
O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), também discursou contra a proposta. “Não queremos jovem infrator na rua, mas queremos lugares decentes para que eles sejam punidos. Mas não dá para misturar os jovens com bandidos de alta periculosidade. O que está em jogo é o futuro dessas gerações. É um retrocesso se aprovarmos essas emendas”, afirmou.
Já parlamentares favoráveis à redução da maioridade penal argumentaram que a PEC não soluciona o problema da violência, mas reduz o sentimento de “impunidade”. "Nós sabemos que a redução da maioridade penal não é a solução, mas ela vai pelo menos impor limites. Não podemos permitir que pessoas de bem, que pagam impostos, sejam vítimas desses marginais disfarçados de menores", discursou o líder do PSC, André Moura (SE).
O líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), um dos articuladores da votação nesta quarta, também defendeu a redução da maioridade penal. "O PMDB afrma a sua posição de maioria pela redução da maioridade penal, nos crimes especificados. Achamos que a proposta é equilibrada, ela é restrita", disse. “A sociedade não aceita mais a impunidade e não deseja mais sentir o medo, o pavor e o receio que vem sentido no dia a dia.”

Emenda apresentada na quarta
A proposta derrubada nesta quarta é produto de uma emenda aglutinativa – texto produzido a partir de trechos de propostas de emenda à Constituição apensadas ao texto que está na pauta do plenário.

Essa emenda foi elaborada pela manhã por deputados do PSDB, PHS, PSD e PSC, e protocolada na Secretaria-Geral da Mesa. No plenário, deputados do PT, do PDT e do PCdoB alegaram que a elaboração de uma proposta com teor muito semelhante ao texto derrubado contraria o regimento. Argumentaram ainda que, para ser votada, a emenda teria que ter sido elaborada e apensada antes da votação ocorrida durante a madrugada.
Cunha rebateu os argumentos citando o artigo 191, inciso V, do regimento interno da Câmara. Conforme esse trecho, na hipótese de rejeição do substitutivo (texto apresentado pelo relator da proposta, como é o caso), “a proposição inicial será votada por último, depois das emendas que lhe tenham sido apresentadas”.

Segundo o peemedebista, como o texto original ainda não havia sido votado, é permitida a apresentação de novas emendas aglutinativas com base nas propostas apensadas a essa redação.

Os parlamentares continuaram a protestar e Cunha chegou a bater boca com eles. “Quando o senhor é chamado de autoritário, o senhor se chateia”, protestou o deputado Glauber Braga (PSB-RJ). Cunha rebateu: “Ninguém vai vencer aqui no berro”.
“Não imagine que o senhor vai nos escravizar, porque não vai. Não imagine que todos os parlamentares vão abaixar a cabeça”, emendou Braga. O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) acusou Cunha de “aplicar um golpe”. A deputada Erika Kokay (PT-DF) chamou o presidente da Câmara de Luiz XIV, em referência ao rei francês absolutista, e disse que ele tentava sobrepor a sua vontade a dos parlamentares.
José Guimarães (PT-CE), fez um apelo para que a votação fosse suspensa e a Câmara discutisse como alternativa um projeto de lei que tramita no Senado ampliando de 3 para 10 anos o período máximo de internação de jovens infratores.
Segundo ele, “uma discussão tão importante como essa” não poderia ser tratada “com tamanho radicalismo”. Guimarães argumentou ainda que a aprovação da emenda poderia trazer “sequelas”.
“Reverter [a posição] de ontem para hoje é o melhor caminho? Claro que não, porque pode deixar sequelas”, disse sobre o impacto da redução. No entanto, Cunha não cedeu e continuou a sessão. Os parlamentares contrários à redução da maioridade decidiram, então, obstruir a sessão, utilizando-se de manobras previstas no regimento para postergar ao máximo a votação.
Nathalia Passarinho
Do G1, em Brasília
G1
Leia Mais ››