Seguidores

CIED

CIED

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Salário mínimo vai para R$ 670,95 a partir de janeiro de 2013


Essa é a proposta que o governo federal incluiu no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) enviado hoje (30) ao Congresso Nacional.
O Ministério do Planejamento fixou em R$ 670,95 o valor do salário mínimo a partir de janeiro de 2013. Essa é a proposta que o governo federal incluiu no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) enviado hoje (30) ao Congresso Nacional. O novo valor é 7,9% maior que os R$ 622 pagos atualmente.
A Ploa traz a previsão de gastos do governo para o próximo ano. O novo valor do mínimo passa a ser pago a partir de fevereiro, referente ao mês de janeiro. O reajuste inclui a variação de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2011 e a estimativa de que a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) previsto para o ano de 5%.
A estimativa do governo é que cada R$ 1 de avanço no mínimo gerem despesas de R$ 308 milhões ao governo. Com isso, o aumento de R$ 48 concedido pelo governo causará impacto de cerca de R$ 15,1 bilhões aos cofres públicos.
O INPC é o índice utilizado nas negociações salariais dos sindicatos e faz parte do acordo de evolução do salário mínimo fechado entre governo e centrais sindicais.

Portal Correio

A NOTICIA BOM SUCESSO PB.
Leia Mais ››

Pagamento dos Servidores Municipais Efetivos, será dia 10 de setembro.


 
Bom Sucesso - PB, Em, 30 de agosto de 2012.

A Prefeitura Municipal de Bom Sucesso - PB; através da Administração Municipal; informou hoje a  o Presidente do SINDSERBS, que o pagamento dos Servidores Municipais Efetivos, será realizado somente no dia 10 de setembro de 2012, o referido Pagamento é Referente a o mês de Agosto de 2012.
Questionado pelo Presidente sobre o porque o pagamento será dia 10, a Administração informou que hoje estaria realizando o pagamento dos Cargos Comissionados referente a o mês de Julho que se encontrava atrasado, portanto mais uma vez a administração relatou que o motivo real é as quedas constantes dos repasses do FPM, que vem inviabilizando o pagamento dos Funcionários. O SINDSERBS, informa a todos e a todas que a Prefeitura Municipal tem prazo legal para pagar a folha, até o dia 10 subsequente a o mês trabalhado; sendo assim; devemos aguardar.

O SINDSERBS no cumprimento do seu dever mantém informado a todos os Servidores Públicos Municipais de Bom Sucesso - PB, sobre assuntos destinados a Categoria.

Fonte: SINDSERBS.

Leia Mais ››

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Programa Pânico na Band vem a Patos e registra velório da Galinha Rafinha. veja as fotos


Na tarde desta quarta-feira, (29), a equipe do programa Pânico na Band esteve na cidade de Patos, para fazer uma reportagem do enterro da Galinha Rafinha.
A presença do repórter Alfinete e dois produtores do programa, causou bastante alvoroço na Rua Panatis, Bairro Belo Horizonte, local onde saiu o féretro da galinha.
Cerca de 2 mil pessoas estiveram presentes no enterro, que tinha caixão, grinaldas e até livro de presença. O humorista patoense Tatu, com a permissão da Família Oliveira, foi quem organizou o enterro da galinha.
Até o prefeito da cidade Nabor Wanderley esteve no sepultamento da galinha.
Dona Genecira de Oliveira, uma das proprietárias da galinha, explicou bastante emocionada que enterrar Rafinha seria uma forma de homenageá-la pela última vez: “As pessoas até podem achar engraçada essa situação, mas não sabem o quanto estamos sofrendo sem nossa galinha, pois ela era muito especial pra nos e fazer o enterro de Rafinha ainda é pouco diante do que ela representou em nossa vida nesses cinco anos”, desabafou.
O velório seguiu juntamente com a equipe do programa Pânico e todos que estavam presentes para o Cemitério São Miguel, no Bairro Belo Horizonte.


Rafinha foi roubada no último dia 20, quando a família Oliveira teve sua casa invadida por um ladrão.
O caso ganhou repercussão em toda a Paraíba, sendo exibido em vários programas de televisão.
Na madrugada dessa terça-feira, (28), a Polícia conseguiu prender o ladrão, que confessou ter trocado Rafinha por duas pedras de Crack.
A matéria será exibida Pânico da Band no próximo domingo, às 21h:00, na Rede Band de Televisão.


MaisPatos

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Copom corta juros para 7,5% ao ano, nova mínima histórica

Corte de meio ponto percentual foi o nono seguido na taxa Selic.
Taxa de 7,5% é novo patamar mínimo histórico.

Fábio Amato Do G1, em Brasília

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu de 8% para 7,5% ao ano a taxa básica de juros da economia. A decisão foi tomada pelo colegiado por unanimidade. O corte de meio ponto foi o nono seguido na chamada Selic, que, assim, chega a seu novo patamar mínimo histórico – a taxa de 8% é o recorde anterior.
A autoridade monetária deu início ao movimento de redução da taxa básica de juros em agosto do ano passado. A medida tem como objetivo estimular a economia nacional em meio ao agravamento da crise internacional, que provoca reflexos no país.
Selo Selic Copom 7,5 (Foto: Editoria de Arte/G1)
O corte de meio ponto percentual anunciado pelo BC confirmou a expectativa de parte dos economistas de mercado. Segundo a pesquisa Focus, conduzida pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras, a estimativa é de que a taxa chegue ao final do ano em 7,25%.
Parcimônia
Em nota divulgada após a reunião que definiu a nova taxa de juros, o Copom informa que “considerando os efeitos cumulativos e defasados das ações de política implementadas até o momento, que em parte se refletem na recuperação em curso da atividade econômica, o Copom entende que, se o cenário prospectivo vier a comportar um ajuste adicional nas condições monetárias, esse movimento deverá ser conduzido com máxima parcimônia.”
Pelo teor da nota, o colegiado sinaliza que um novo corte na taxa de juros, se vier a acontecer, deverá ser menor do que o meio ponto percentual aprovado nesta quarta.
Pelo sistema de metas de inflação que vigora no Brasil, o BC tem que calibrar os juros para atingir as metas pré-estabelecidas, tendo por base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Para 2012 e 2013, a meta central de inflação é de 4,5%, com um intervalo de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.
Poupança
O corte dos juros básicos por parte do Banco Central reduz, novamente, a rentabilidade da poupança. Pelas novas regras definidas pelo governo, a poupança passou a ser atrelada aos juros básicos da economia, rendendo 70% da aplicação, mais a Taxa Referencial, quando a taxa básica estiver abaixo de 8,5% ao ano.
Com juros em 7,5% ao ano, a poupança será remunerada em 5,25% ao ano mais TR. Antes da mudança das regras, a poupança rendia 6,17% ao ano, mais TR. Na poupança, porém, não é cobrada taxa de administração e nem Imposto de Renda (IR) - ao contrário dos investimentos em fundos. Os recursos podem ser sacados a qualquer momento.

G1

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Maioria no STF condena João Paulo Cunha e grupo de Marcos Valério

Oito ministros da Corte já votaram pela condenação e dois pela absolvição.
Até agora, todos os 10 ministros que votaram condenaram ex-diretor do BB.

Mariana Oliveira, Rosanne D'Agostino e Fabiano Costa Do G1, em Brasília

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) - oito votos a dois - votou para condenar o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) por corrupção passiva (receber vantagem indevida) e peculato no processo do mensalão. Dos votos, quatro foram proferidos nesta quarta-feira (29). Ainda falta o voto de um ministro, o presidente do Supremo, Carlos Ayres Britto, que apresentará sua posição nesta quinta (30).
Cunha foi acusado de receber R$ 50 mil no ano de 2003, quando era presidente da Câmara, para beneficiar agência de Marcos Valério.
Além de condenar Cunha, a maioria também decidiu pela condenação de Marcos Valério e seus ex-sócios Ramon Hollerbach e Cristiano Paz por corrupção ativa (oferecer vantagem indevida) e peculato em relação aos desvios na Câmara.
As penas para os réus que vierem a ser condenados só serão conhecidas ao final do julgamento – entenda como será feito o cálculo das sentenças.
Até agora, os dez ministros deram seus votos em relação apenas ao item 3 da denúncia da Procuradoria Geral da República, sobre desvio de verbas na Câmara dos Deputados e no Banco do Brasil, primeiro dos sete tópicos que serão analisados pelo Supremo.
Oito ministros votaram pela condenação de Cunha por corrupção passiva e peculato do grupo de Marcos Valério por corrupção ativa e peculato: Cezar Peluso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Celso de Mello, que votaram nesta quarta, e Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Joaquim Barbosa que já haviam apresentado sua posição. A maioria pela condenação se formou com o voto de Mendes.
Dois ministros que votaram pela absolvição de Cunha e do grupo de Valério: Dias Toffoli e o ministro-revisor Ricardo Lewandowski. Todos os ministros ainda podem mudar o voto até a proclamação do resultado, que ocorre ao final do julgamento.
Sobre a segunda acusação de peculato contra João Paulo Cunha, no suposto desvio de R$ 252 mil de contrato com agência de Valério para contratação de assessor particular, o parlamentar foi inocentado por seis ministros: Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Rosa Weber, Cezar Peluso, Gilmar Mendes e Celso de Mello. Quatro ministros votaram pela condenação: Marco Aurélio, Joaquim Barbosa, Luiz Fux e Cármen Lúcia.
Em relação ao crime de lavagem de dinheiro, também contra Cunha, houve maior divergência nos votos. Cinco ministros votaram pela condenação - Gilmar Mendes e Celso de Mello, Joaquim Barbosa, Luiz Fux e Cármen Lúcia. Outros quatro foram pela absolvição - Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Cezar Peluso e Marco Aurélio Mello. Rosa Weber informou, ao dar seu voto, que analisaria a questão posteriormente. E Ayres Britto também deve se manifestar.
Ao final da sessão, o presidente da Corte, ministro Ayres Britto, comentou sobre a interpretação de alguns colegas de que não havia crime de lavagem de dinheiro em razão da ausência de um crime anterior. "A lavagem de dinheiro fica em uma zona cinzenta, muito tênue quanto as suas fronteiras".
Segundo o ministro, a denúncia usa a organização criminosa como o crime antecedente, mas a figura não existe no ordenamento brasileiro. "Na nossa legislação, não há essa figura da organização criminosa. A menos que o MP falasse de organização criminosa em linguagem coloquial", concluiu.
Despedida de Peluso
Esta quarta marcou o último voto dado pelo ministro Cezar Peluso no Supremo Tribunal Federal. Ele deixa o tribunal na próxima segunda (3) com 70 anos, idade-limite para aposentadoria dos ministros da corte. Com sua saída, o Supremo ficará com dez ministros até que a presidente Dilma Rousseff indique um novo nome para a vaga.
Ao término do voto, Peluso anunciou a aposentadoria e recebeu homenagens no plenário do Supremo. "Juiz não condena por ódio", afirmou. Peluso proferiu o voto e foi o primeiro a dosar o montante das penas para eventuais condenações. Isso porque não vai mais participar dessa fase de dosimetria, quando as penas serão definidas por todos os ministros.
Cezar Peluso sugeriu seis anos de prisão para João Paulo Cunha com a perda do mandato parlamentar, e 16 anos para Marcos Valério.
Desvios na CâmaraO ministro Celso de Mello afirmou classificou quem corrompe ou é corrompido como "profanadores da República" e "infratores do erário".
"Agentes públicos que se deixam corromper, qualquer que seja sua posição na hierarquia do poder, e particulares que corrompem os servidores do Estado, quaisquer que sejam os meios empregados e as vantagens indevidamente oferecidas, prometidas, irrelevante a destinação que lhe seja dada, quer para necessidades pessoais, quer para partido, ou até mesmo para praticar atos de benemerência social, são corruptos e corruptores, os profanadores da República, os delinquentes, marginais, os infratores do erário, que trazem consigo a marca da indignidade."
Para Cezar Peluso, há provas da prática de crimes por parte dos réus em relação aos desvios na Câmara. Ele afirmou ter ficado claro que a relação entre João Paulo Cunha e Marcos Valério "não se tratava de cortesia". "Um político experimentado - jamais se chega por acaso à presidência da Câmara - teria que conversar com um publicitário sobre a situação política do país? O que estava por trás dessa aproximação e dessas gentilezas ao presidente da Câmara? Não se tratava de uma cortesia ou de um ato de elegância."
Para o MPF, os desvios na Câmara somaram R$ 1,077 milhão, uma vez que a agência de Valério recebia sem executar os serviços.
Em sua argumentação, Gilmar Mendes afirmou também que os autos mostram "inequívoco" favorecimento de João Paulo Cunha ao grupo de Valério. "Apesar do esforço da defesa, a prova evidencia que o dinheiro não teve origem no PT. O valor saiu da conta da SMP&B. Não há o que discutir, acompanho o relator", afirmou Mendes.
O ministro Cezar Peluso entendeu que houve peculato por conta da subcontratação. "Uma empresa de publicidade apresentada como uma das maiores do Brasil não tem capacidade para fazer um texto desse? Precisa subcontratar? Só fez 2% do serviço. [...] Um grande guarda-chuva, como diz a denúncia, que serviu para que esses gastos hipertrofiados pudessem ser recebidos em dano da administração pública. Também reconheço a existência do crime e condeno."
"Restou configurado o desvirtuamento do ajuste, e as subcontratações verificadas ocorreram com autorizações do próprio acusado", afirmou também o ministro Marco Aurélio Mello.
Sobre lavagem de dinheiro, Peluso entendeu que não há provas. Gilmar Mendes, por sua vez, disse que "se fazem presentes" os elementos de lavagem. "Não se tem apenas o recebimento [do dinheiro]. O dinheiro recebido foi reinserido na economia formal."
Em relação à contratação do assessor na Câmara, Marco Aurélio Mello divergiu dos votos de Peluso e Gilmar Mendes. "Não tenho como afastar o cometimento do peculato considerada essa subcontratação, porque ocorreu de modo praticamente a acomodar uma situação e ter-se a prestação da assessoria do jornalista sem o desembolso de João Paulo Cunha. A rigor se utilizou verba pública para contar-se com esse serviço."
Ainda na avaliação de Marco Aurélio, não é válido o argumento da defesa dos sócios de Valério, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach de que só são réus pela condição de sócios. "Não tenho como deixar nesse contexto de acompanhar o ministro relator, aqui nós constatamos que não foram denunciados todos os diretores da agência, dois foram deixados de fora. O que demonstra que a denúncia não partiu da simples qualidade de sócios. E a DNA seria uma empresa controlada pelo grupo da agência principal, a SMP&B. Cristiano e Hamon tinham conhecimento das práticas."
Desvios no Banco do BrasilAté agora, todos os dez ministros que votaram decidiram pela condenação do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato por corrupção passiva e peculato e de Marcos Valério e seus sócios Ramon Hollerbach e Cristiano Paz por corrupção ativa e peculato. Oito dos dez ministros votaram condenação de Pizzolato por lavagem de dinheiro - Marco Aurélio votou pela absolvição e Rosa Weber não analisou o crime.
O Ministério Público acusou o ex-diretor de Marketing Henrique Pizzolato de receber R$ 326 mil em propina para beneficiar agência DNA Propaganda, de Valério. Ele também teria autorizado, diz a denúncia, o repasse de R$ 73,8 milhões do fundo Visanet para empresa de Marcos Valério.
Para Gilmar Mendes, que votou nesta quarta, o desvio no Banco do Brasil é "fato extremamente grave". "Se cuidava de recursos públicos. Ficamos perplexos. Quando ouço os relatos nesse processo, eu penso: o que fizeram com o Banco do Brasil? Em operações relativamente singelas se tira dessa instituição R$ 73 milhões sendo que não era para prestar serviço algum. Quanto nós descemos na escala das degradações? É um fato extremamente grave", argumentou Mendes.
Os dez ministros também votaram por absolver o réu Luiz Gushiken - ele havia sido denunciado por peculato em razão do suposto envolvimento, mas a Procuradoria Geral da República pediu a absolvição por falta de provas. "Destaco o juízo absolutório no que se refere Luiz Gushiken e entendo que realmente não há dúvida de que sua absolvição se impõe", afirmou o ministro Celso de Mello.

G1

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

CNM: Ziulkoski recomenda cautela aos prefeitos, pois FPM continua em queda

Wilson Dias/ABr

Wilson Dias/ABr 








Com o mês de agosto fechado, o Fundo de Participação de Municípios (FPM), continua em queda pelo terceiro mês consecutivo, informa o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoksi. O valor do terceiro decêndio de agosto será creditado na quinta-feira, 30 de agosto, nas contas das prefeituras de todo o país.
De acordo com o levantamento da CNM o repasse do FPM será de R$ 1.174.584.678,06, em valores já descontados a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 1.468.230.847,58.
Ziulkoski destaca que nos últimos meses vem alertando aos gestores municipais para terem cautela, pois os repasses do Fundo neste segundo semestre estão em queda. “O repasse deste mês fechou com valor 8,8% menor que o mesmo período do ano passado. É o terceiro mês consecutivo que o FPM apresenta valor real menor que 2011”, explica.
Agência CNMAgência CNMOs dados ainda mostram que o FPM de 2012 no acumulado até agosto fechou com um total de R$ 44,5 bilhões. Ziulkoski explica que este valor é 1,1% menor, em termos reais, que o acumulado no mesmo período de 2011. “A previsão da Receita Federal para o mês de setembro é de queda de 1% em relação ao mês de agosto”, adianta o líder municipalista.
Historicamente o mês de setembro costuma ser menor do que o mês de agosto. E o presidente informa que a previsão da CNM “é que apenas em novembro os prefeitos devem esperar uma melhora relativa no valor dos repasses”, conclui.

Fonte: CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICIPIOS - CNM.
Leia Mais ››

TJPB fará concurso para 253 cartórios no Estado


Abertura de concurso público nas serventias tem como base a Resolução n.º 80, do Conselho Nacional de Justiça

A Corregedoria do Tribunal de Justiça entrega na próxima segunda-feira ao presidente da Corte, desembargador Abraham Lincoln, o relatório completo da situação das 253 serventias (cartórios) que estão vagas no Estado, de um total de aproximadamente 530. As informações foram solicitadas para que o Tribunal possa organizar o concurso público que será realizado pela primeira vez nas serventias. Inicialmente estavam previstas 254 vagas, segundo informou o corregedor geral de Justiça, desembargador João Alves.

Ele disse que foi feito um levantamento de todas as serventias que estão vagas no Estado. “A presidência do Tribunal de Justiça pediu que se fizesse algumas diligências, tais como a listagem das despesas, encargos, dívidas, de cada uma das serventias, além de outras diligências como, por exemplo, saber a data que vagaram as serventias, por que vagaram. Isso tudo levou um pouquinho de tempo, mas todas as diligências foram cumpridas”, afirmou.

João Alves informou que cabe agora ao presidente do Tribunal determinar as providências cabíveis com vistas à realização do concurso público. “O concurso se desenvolve a cargo do Tribunal, que vai constituir uma comissão, contratar a empresa que fará o concurso e depois publicar o edital”, explicou o corregedor geral de Justiça, informando ainda que está viajando hoje a Brasília e somente no seu retorno, na segunda-feira, é que estará entregando o relatório ao presidente do TJ.

A abertura de concurso público nas serventias tem como base a Resolução n.º 80, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que declara a vacância dos serviços notariais e de registro ocupados em desacordo com as normas constitucionais. A Resolução levou em consideração o artigo 236 da Constituição Federal que estabelece que os serviços notariais e de registro são exercidos em caráter privado, por delegação do poder público; bem como o seu parágrafo 3º que prevê o ingresso na atividade notarial e de registro por meio de concurso de provas e títulos, não se permitindo que qualquer serventia fique vaga, sem abertura de concurso de provimento ou de remoção, por mais de seis meses.

Segundo o texto da Resolução, estão incluídas nas disposições de vacância todas as unidades cujos responsáveis estejam respondendo pelo serviço a qualquer outro título, que não o concurso público específico de provas e títulos para a delegação dos serviços notariais e de registro, a exemplo daqueles que, irregularmente, foram declarados estáveis depois da Constituição Federal de 1988.


Lenilson GuedesTJPB
Leia Mais ››

Bandidos cercam Batalhão da PM e explodem Banco do BB no Sertão da Paraíba

Charley Garrido

A tentativa de assalto ao Banco do Brasil aconteceu por volta das 03:00h da madrugada desta terça-feira (28), no Município de Bonito de Santa Fé, Sertão da Paraíba.
Conforme informações, vários bandidos encapuzados, usando luvas, roupas pretas, e armados de fuzis cercaram o pelotão de Polícia da cidade, e em seguida seguiram para o Banco do Brasil, para tentar explodir o cofre da agência.
Quando o alarme do banco disparou, os Policiais tentaram sair para capturar os criminosos, porém foram surpreendidos por outro grupo que efetuou vários disparos em direção ao Pelotão, impedindo qualquer reação da Polícia.
O plano da quadrilha falhou, já que parte do material usado na explosão não funcionou, apenas uma explosão foi ouvida, mas não foi suficiente para arrombar o cofre da agência.
As câmeras de segurança do banco registraram toda a ação do bando, que foragiu tomando rumo ignorado.
Diligências estão sendo realizadas pela Polícia Militar, porém até o momento, sem êxito.

IN1

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Pombal realiza Mutirão da Catarata e beneficia cerca de 350 pessoas na região

O município de Pombal, localizado no Sertão do Estado, está participando do Mutirão da Catarata que está sendo promovido pelo Ministério da Saúde. Além de Pombal, mais sete municípios – Lagoa, Paulista, Brejo do Cruz, Cajazeirinhas, São Domingos e São Bentinho – estão sendo beneficiados com a iniciativa. A estratégia faz parte da Política Nacional de acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos, lançada em 2004, pelo Governo Federal. O procedimento está sendo realizado no Centro Cardiológico Médico Hospitalar Avelino Elias e Queiroga, inaugurado recentemente pelo Governo do Estado.
De acordo com a coordenadora de Média e Alta Complexidade de Pombal, Ramaima Kévia Dantas, na última sexta-feira (24) o Ministério da Saúde escolheu como dia “D” para a realização das cirurgias de catarata nesse município e somente naquela data foram realizados cerca de 50 procedimentos. Ela afirmou que o Governo Federal já investiu R$ 104.809,00 para a primeira etapa do mutirão que começou em abril do ano passado e terminou em junho desse ano. “Para esta segunda etapa, que já foi iniciada, a previsão é que esse valor dobre”, comentou Ramaiama Kévia.
Ela explicou que o Ministério da Saúde escolheu Pombal para participar do Mutirão devido à alta demanda de cirurgias de catarata, uma vez que o procedimento dificilmente era feito na região. “Agora a cirurgia é realizada com qualidade e eficiência. Logo após o procedimento o paciente é levado para casa e acompanhado por equipe multidisciplinar e só volta à clínica no dia seguinte para tirar o curativo e esses cuidados chamaram atenção do Ministério da Saúde”, explicou Ramaiama Kévia.
Ela disse que até agora cerca de 350 pessoas de Pombal e dos sete municípios da região já foram beneficiadas com o procedimento e aproximadamente 400 cirurgias estão agendadas. Ela explicou que a meta do Ministério da Saúde é beneficiar cerca de 10% da população de Pombal e dos outros sete municípios que juntos somam cerca de 33 mil habitantes.
A subgerente de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Estado da Saúde, Selda Gomes Alves de Sousa, afirmou que a Paraíba foi beneficiada com recursos da ordem  R$14,5 milhões para cirurgias eletivas, sendo que  R$ 5 milhões são para cirurgias de cataratas em todo o Estado.
Com esse mutirão, o Ministério da Saúde quer reduzir o tempo de espera, zerar as filas no Sistema Único de Saúde (SUS) e ampliar o número de cirurgias eletivas no país.  A cirurgia de catarata é a mais procurada pelos usuários do SUS. Em 2011, 426.567 cirurgias foram realizadas, um aumento de 22% em relação a 2010, quando foram realizadas 348.386.
Durante a ação, o paciente passa por uma triagem, avaliação de exames e em seguida o procedimento cirúrgico. Se houver algum problema durante e/ou o após a cirurgia, o paciente será encaminhado para atendimento na Policlínica do município.

DA SECOM - PB
Leia Mais ››

TRE-PB confirma candidatura de Leomar Maia a prefeito de Catolé do Rocha

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) julgou, na tarde/noite desta segunda-feira (27), 37 recursos referentes a registro de candidatura (RRC's).

O médico Leomar Benício Maia, candidato a prefeito pela Coligação “É o Povo de Novo” formada pelos partidos PP / PTB / PPS / DEM / PV, sob o Nº Processo 506-22.2012.6.15.0036, Nº Protocolo 357882012, teve o registro da sua candidatura deferida pelo pleno do TER-PB.

O advogado de Leomar Maia, Dr. Eduard Abrantes fez a sustentação oral, e o Tribunal Regional Eleitoral confirmou a candidatura do ex-prefeito, não acatando assim as alegações da Coligação “Catolé Para Todos”.

Candidatura de Felipão também foi deferida

Na referida sessão do TER-PB também foi deferido o registro de candidatura do vereador Felipe Queiroz Fonseca Neto (Felipão) do Partido Progressista (PP), que concorrerá mais uma vez a uma vaga na Câmara Municipal de Catolé do Rocha.

Catolé News

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Motorista perde controle de veículo e colide sobre carreta em Catolé do Rocha

Por volta das 20h00 desta segunda-feira, na Avenida Deputado Américo Maia, em Catolé do Rocha (PB), aconteceu um acidente com proporções graves, que por pouco não se originou numa tragédia.

O motorista de um Chevette Placa KHU 1550 – PB, o menor de iniciais T.B.D.F, de 14 anos, em companhia do carona Ruan Alifer Ferreira Fernandes, 19 anos, vinha em alta velocidade, e fazendo ziguezague pela citada avenida, perdendo o controle do veículo e batendo de frente com uma carreta Volvo, de cor vermelha, placas KKY 8684 – PE, que estava estacionado no pátio do Auto Posto São Francisco.

Uma Guarnição da Polícia Militar e a unidade do SAMU foram acionados e de imediato conduziu as duas vítimas para o Hospital.














 Fonte: Catolé News / A NOTICIA BOM SUCESSO PB.

Leia Mais ››