Seguidores

CIED

CIED

sábado, 31 de março de 2012

As duas postagens mais acessadas da semana, "nota de Repúdio a politicagem" e "desde 1999 todos os gestores de Bom Sucesso respondem ou responderam a processos judiciais"

 

 

ISRAEL ALVES DE OLIVEIRA; faz nota de repudio contra a politicagem.


Venho aqui; dizer a toda a população da minha cidade amada, que não há mais espaço para a politicagem sebosa, que sempre tem usado de forma perversa o mais fraco para dizer que os politicos tem o poder e são fortes, e que o dinheiro compra até mesmo a dignidade do povo cidadão; a mentira jamais pode prevalecer sobre a verdade; o nosso povo não pode sofrer com estes desrespeito; o que é certo vamos defender e o que é errado vamos denunciar vamos repudiar; o povo tem poder; para mudar qualquer sistema; e o sistema da politicagem, tão defendida por alguns; que é acompra de votos deve acabar; o povo necessita de saúde de qualidade, Educação e outros beneficios que todos sabem que são direitos adquiridos.

Repúdio a politicagem e a os meios de comunicação que usam o veiculo de maneira tendenciosa.

Fico muito triste por pessoas usarem os meus de comunicações (tvs, rádio, blogs e varios outros meios de comunicação) para omitir os fatos da dura realidade vivida por todos nós; até respeito o discurso daqueles que procura tirar proveito da oratória; mas deixar de dizer a verdade e fantasiar acontecimentos; onde todos sabem da realidade isto é inadmissivel e triste.

fico triste por pessoas omitir a verdade e os fatos ; passo a imaginar como tais pessoas podem ser tão más, mesquinhas e de uma mentalidade sórdida, a tal ponto de cometerem essas atrocidades politiqueiras e usam meios de comunicações para destorcer a verdade. Tudo isso são mazelas cancerígenas instaladas no meio da sociedade que tentam manipular ou alienar as pessoas. No mínimo, tudo isto é repudiante, essas atitudes mesquinhas de indivíduos pusilânimes que acabam gerando um terrível mal a pessoas de boa índole.


A imparcialidade, a ética e a garantia de ambas as versões, são deveres de qualquer meio de comunicação, seja ele televisivo, escrito, falado ou on-line. Somos o quarto maior poder e não pode ser ridicularizado por mentes podres e sórdidas.

Para os mandriões que não gostam de folhear a constituição federal, vejam.

Artigo 7.º

1 - É substituída a epígrafe do artigo 39.º da Constituição por:

«(Regulação da comunicação social)»

2 - O artigo 39.º da Constituição passa a ter a seguinte redação:

«1. Cabe a uma entidade administrativa independente assegurar nos meios de comunicação social:

a) O direito à informação e a liberdade de imprensa;

b) A não concentração da titularidade dos meios de comunicação social;

c) A independência perante o poder político e o poder econômico;

d) O respeito pelos direitos, liberdades e garantias pessoais;

e) O respeito pelas normas reguladoras das atividades de comunicação social;

f) A possibilidade de expressão e confronto das diversas correntes de opinião;

g) O exercício dos direitos de antena, de resposta e de réplica política.



Em tudo que escrevo ou falo, expressando os meus ideais ou pensamentos, não tenho nem um temor em expor minha identificação, até porque não uso dos artifícios comunicáveis para adquirir vantagens, cargos ou benefícios. Orgulhosamente sou de Bom Sucesso-PB, e todos sabem que meu nome é ISRAEL ALVES DE OLIVEIRA.

Para a minha felicidade, trabalho de maneira honrosa e dedicada e que sou respeitado no que faço e não me submeto a censura ou contesta as minhas expressões quando exponho meus pensamentos e opiniões. E ainda, democraticamente me permite o sagrado direito de escolha no exercício da minha cidadania.

Continuarei criticando ou elogiando quando se fizer necessário, sem cair no ridículo é claro, e doa a quem doer independente a quem quer que sejam os seguimentos: partidários, religiosos etc. E a todas as esferas, sejam elas federal, estadual ou municipal baseando-me sempre nos fundamentos existentes.

Essa meia dúzia de malfeitores de politicos que usam a politicagem; e de babões que só sabem bajular os políticos, ainda mais quando outrora viviam rasgando seda e hoje atiram pedras ou virse versa, esses jamais terão moral alguma perante a minha pessoa e perante a sociedade, todos nós sabemos que essas pessoas é a desmoralização sumária.

Políticos que só esperam o dia da eleição para tentar comprar a dgnidade das pessoas; e que nos meios de comunicações e nos palanques;  falam contra a compra de votos e contra a politicagem; e na realidade são a favor e fazem, desrespeitando a legislação eleitoral; e o povo inocentemente é usado só pra dizer os que eles querem, esses não merecem a confiança da nossa gente, justamente esse povo que os conduz ao poder e que depois viram as costas e continuam cada vez mais crescendo seus patrimônios, pois todos, independentemente de quem quer que sejam são tão somente dignos do nosso repúdio.


Por ISRAEL ALVES.

Levantamento mostra que desde o ano de 1999 até os dias atuais todos os gestores de Bom Sucesso respondem ou responderam a processos judiciais.


 
 

Um levantamento feito através dos portais da justiça seja na esfera Federal ou Estadual, mostra a dura realidade de um pequeno município, onde os gestores não conseguem se manter em um padrão ético e de pura obediência administrativa ou na vida cotidiana.

O município é Bom Sucesso – PB no interior da Paraíba, e o povo dessa pequena cidade passa observar o comportamento dos gestores públicos municipais (políticos); devido este ou aquele querer demonstrar ao contrario da nossa triste e dura realidade. Dizer que este ou aquele político não fez algo de errado na administração municipal é difícil acreditar; pois os fatos mostra a realidade nada satisfatória, e o que se nota é que os órgãos que fiscalizam a administração publica encontra fortes indícios de que os gestores não tem cuidado bem da edilidade municipal e nem das finanças públicas entre outros aspectos, existem até mesmo indícios de improbidade administrativa. A população fica triste e aborrecida com tanta denuncia contra os nossos gestores; muito embora que tem aqueles que querem demonstrar inocência, mas não é este o mesmo entendimento de órgãos de fiscalização e da justiça, quando não se devolve dinheiro a os cofres públicos, respondem por atos de improbidade entre outros diversos aspectos devidamente investigado, como na vida comum. Não existe este ou aquele que venha a publicar inocência extrema não podendo acusar os seus pares da administração.
Desde de 1999 até hoje 2012, os nossos gestores sofrem ou sofreram algum tipo de investigação, respondendo a alguns processos judiciais. Ficamos tristes com estes acontecimentos; não podemos ter alegria em fazermos publicação destes fatos, não dá pra se alegrar com este Cenário que as vezes nos envergonham, pode até alguém ficar alegre com estes fatos, mais com certeza é uma minoria. Não irei publicar nomes e nem os números dos processos aqui abordados, porque é antiético e não é esta a minha intenção, em denegrir a imagem de ninguém, mas as provas sobre os assuntos mencionados temos, e qualquer um cidadão pode consultar nos portais da justiça e observar que o que publicamos é a dura realidade.
Mas podemos fazer algo que melhore esta situação caótica; e é através do voto para o legislativo (para fiscalizar) e para o executivo (para administrar e executar), pois o que não se pode é aceitar estes fatos como coisa comum.


A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Pagamento dos Servidores Municipais, foi realizado ontem.



Bom Sucesso - PB, Em, 31/03/2012.

A Prefeitura Municipal de Bom Sucesso - PB; através do Secretario de Tributação e Finanças, João Patricio, em atendimento a o Prefeito Municipal Gilson Cavalcante de Oliveira realizou o pagamento dos Funcionários Municipais na manhã de ontem dia 30/03/2012,  referente a o Mês de Março de 2012.

Informamos ainda que o Pagamento dos Servidores Lotados na Secretaria Municipal de Educação 60% do FUNDEB (Professores), Será pago no dia 10 de Abril de 2012.
Esclarecemos a todos que o dinheiro foi depositado na manhã de ontem (30/03/2012) na conta salário dos Servidores e que já se encontrava disponivel as 10 horas da manhã.

O SINDSERBS no cumprimento do seu dever mantém informado a todos os Servidores Públicos Municipais de Bom Sucesso - PB, sobre assuntos destinados a Categoria.

Fonte: SINDSERBS
Leia Mais ››

Pesquisa CONSULT/CORREIO em CG: principais candidatos comentam resultado

Os três primeiros colocados na pesquisa CONSULT/CORREIO para disputar a Prefeitura Municipal de Campina Grande comentaram o resultado divulgado neste sábado (31) pelo jornal Correio da Paraíba.
Daniella Ribeiro, que aparece em 1º lugar com 27,69% das intenções de voto, Romero Rodrigues, que vem em seguida com 24,92%, e Tatiana Medeiros, que tem 11,69%, comemoraram o resultado.
A deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) comemorou logo nas primeiras horas deste sábado a liderança na pesquisa. A parlamentar usou a rede social twitter para expressar satisfação após análise dos números.
‘Muito feliz com o resultado da pesquisa Correio/Consult, serve de estímulo para continuar o trabalho’.
@DaniellaPP2012
O deputado federal Romero Rodrigues (PSDB) disse estar feliz com o segundo lugar e que os números tendem a crescer até o final da disputa. "Estou muito feliz, pois essa não é uma corrida de longa distância. Os números são sempre crescentes e vamos consolidar cada vez mais”, disse.
Já a secretária de saúde Tatiana Medeiros (PMDB), que tem o apoio do atual prefeito do município, Veneziano Vital do Rêgo, afirmou ser um motivo de comemoração, pois se comparado a última pesquisa realizada, ela teve um crescimento significativo.
“Na última pesquisa divulgada eu tinha menos de 5% e agora apareço com quase 12%. Basicamente tripliquei. Romero vem de uma carreira política de 25 anos e Daniella tem o nome massificado. Para mim o resultado foi bom", comentou.
Pesquisa CONSULT/CORREIO
Se a eleição para prefeito de Campina Grande fosse hoje, a pré-candidata do PP, deputada estadual Daniella Ribeiro, seria eleita com 27,69% dos votos. O pré-candidato do PSDB, deputado federal Romero Rodrigues, ficaria em segundo lugar, com 24,92%.
Em terceiro lugar, ficaria a pré-candidata do PMDB, secretária municipal de Saúde Tatiana Medeiros, com 11,69%. É o que aponta a primeira pesquisa de intenções de voto (consulta estimulada) realizada no município de Campina Grande pela Consult Pesquisa, em parceria com o Jornal Correio da Paraíba.
O deputado estadual Guilherme Almeida (PSC) aparece em quarto lugar, com 5,85% das intenções de votos. Na quinta colocação, surge o vereador Fernando Carvalho (PT do B), com 1,54%.
A professora Marlene Alves (PC do B) está na sexta colocação, com 1,08%. Em sétimo lugar, aparece Alexandre Almeida (PT), com 0,31%. Na última colocação, está o empresário Artur Almeida, conhecido como Bolinha (PTB), com 0,15%.
Os eleitores dispostos a não votar em nenhum dos pré-candidatos somam 13,23%. Os que não souberam responder totalizam 13,54%.
Na pesquisa espontânea (não estimulada), a Consult Pesquisa constatou que 48,62% dos entrevistados não souberam responder e outros 7,69% disseram que não vão votar em nenhum dos pré-candidatos.
Ainda na espontânea, Daniella Ribeiro também aparece à frente dos concorrentes, com 13,38% das intenções de votos, seguida por Romero Rodrigues (12,77%) e Tatiana Medeiros (6,62%).
Na espontânea, eleitores entrevistados também citaram o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (4,31%), o senador Cássio Cunha Lima (2,31%), Guilherme Almeida (1,85%), Fernando Carvalho (0,77%), Marlene Alves (0,77%), Rômulo Gouveia (0,46%), Branco (0,15%), Severino (0,15%) e Agra (0,15%).
Preferência por sexo e idade
Segundo a Consult Pesquisa, Daniella Ribeiro tem a preferência de homens (27,8%) e mulheres (27,6%). Romero Rodrigues tem 23,5% da preferência masculina e 26,1% da feminina. Tatiana Medeiros é citada por 13,9% dos homens e 9,8% das mulheres. Já Guilherme Almeida foi citado por 5% dos homens e 6,6% das mulheres. Fernando Carvalho é o preferido de 2,6% dos homens e 0,6% das mulheres.
Marlene Alves tem a preferência de 1,3% dos eleitores do sexo masculino e 0,9% do sexo feminino. Alexandre Almeida tem a mesma preferência de homens e mulheres (0,3%). Artur Almeida só tem a preferência de mulheres (0,3%). De acordo com a Consult Pesquisa, dentre os eleitores que não votarão em nenhum, 11,6% são homens e 14,7% são mulheres. Dentre os que não souberam dizer, 13,9% são do sexo masculino e 13,2% são do sexo feminino.
Daniella também é a preferida de 35% dos eleitores com até 24 anos, seguida de Romero (26,7%), Tatiana (4,2%), Guilherme (5%), Fernando Carvalho (0,8%), Marlene Alves (0,8%) e Artur Almeida (0,8%). Nesta faixa etária, ninguém preferiu Alexandre Almeida. Outros 15,8% responderam “nenhum” e 10,8% não souberam dizer em quem votar.
Na faixa etária entre 25 e 34 anos, Daniella também aparece na frente, com 28,2%, seguida de Romero (26,9%), Tatiana (8,3%), Guilherme (7,7%), Fernando Carvalho (1,3%), Marlene (2,6%). Nesta faixa de idade, Alexandre Almeida e Artur Almeida não pontuaram. Outros 14,1% disseram “nenhum” e 10,9% não souberam dizer.
Na faixa do eleitorado que tem entre 35 e 44 anos, Romero Rodrigues e Tatiana Medeiros aparecem empatados na preferência com 22,7%. Daniella surge com 21,9%. Guilherme tem 4,7% das preferências, seguido de Fernando carvalho (3,1%), Marlene Alves (0,8%) e Alexandre Almeida (0,8%). Artur Almeida não pontuou. Outros 10,2% responderam “nenhum” e 13,3% não souberam dizer.
Daniella também lidera entre os eleitores com 45 a 59 anos. Ela tem 29,5% das preferências, contra 24,5% de Romero. Tatiana tem 10,1%, seguida de Guilherme (7,2%), Fernando Carvalho (2,2%), Marlene Alves (0,7%). Alexandre e Artur não pontuaram e 13,7% responderam “nenhum”. Pelo menos 12,2% não souberam responder.
Dentre os eleitores acima de 59 anos, Daniella e Romero aparecem empatados com 23,4%, seguidos de Tatiana, com 14%, Guilherme Almeida, com 3,7%, e Alexandre Almeida com 0,9%. Os outros não pontuaram e 12,1% responderam “nenhum”, seguidos de 22,4% que não souberam dizer.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), último dia 26, sob o protocolo PB-00004/2012. As entrevistas foram aplicadas nos dias 27 e 28 de março, em 33 bairros e na zona rural de Campina Grande.
A Consult Pesquisa fez 650 entrevistas com eleitores dos sexos masculino e feminino, de todas as faixas etárias, níveis de escolaridade e rendimentos familiares, e em todas as áreas da cidade, que tem o segundo maior colégio eleitoral da Paraíba. A margem de erro é de 3.5 pontos percentuais para mais ou para menos, com 95% de confiabilidade.
O Instituto Consult Pesquisa trabalha em parceria com o Sistema Correio de Comunicação há 12 anos e atua no Estado da Paraíba há 20 anos. O instituto está no mercado há 24 anos e tem sua sede na cidade de Natal (RN). Na Paraíba, o instituto tem toda a estrutura necessária para a realização de pesquisas, segundo Paulo de Tarso, diretor do Instituto.
“Além de Campina Grande, a Consult vai realizar pesquisas em João Pessoa e outras cidades até o dia 7 de outubro, data da eleição. Em João Pessoa e Campina Grande, haverá pesquisas, inclusive, em eventual segundo turno”, disse Paulo de Tarso.
Níveis de escolaridade
Na estimulada, Daniela Ribeiro lidera entre os eleitores com todos os níveis de escolaridade: analfabetos (22,7%), ensino fundamental (26,3%), ensino médio (29,8%) e ensino superior (22,2%). Romero aparece em segundo lugar nos quatro níveis: analfabetos (22,7%), ensino fundamental (18,8%), ensino médio (29,8%) e ensino superior (19%). Tatiana tem 13,6% das preferências dos analfabetos, 16,4% de quem tem o ensino fundamental, 9,1% dos entrevistados com o ensino médio e 9,5% dos que têm nível superior.
Guilherme Almeida não pontuou entre os analfabetos. Tem 5,6% dentre os eleitores com o ensino fundamental, 5,7% dentre os que têm ensino médio e 9,5% dentre os que têm nível superior. Fernando carvalho não pontuou entre analfabetos e eleitores com nível superior. Obteve 1,4% das preferências de quem tem ensino fundamental e 2% de quem tem nível médio. Marlene Alves, Alexandre Almeida e Artur Almeida não pontuaram entre os analfabetos.
Marlene obteve 1,4% das preferências de quem tem ensino fundamental, 0,6% de quem tem ensino médio e 3,2% de quem tem nível superior. Alexandre Almeida também não pontuou entre quem tem ensino médio e superior. Entre os que têm ensino fundamental, obteve 0,9%. Artur Almeida só pontuou na categoria que tem ensino superior: 1,6%. Pelo menos 27,3% dos analfabetos responderam que não votarão em “nenhum”. Também não votarão: 20,6% dos eleitores com nível superior, 13,6% dos que tem ensino médio e 8,9% dos que tem ensino fundamental.
Por fim, não souberam responder: 13,6% dos analfabetos, 14,3% dos que possuem nível superior, 9,4% dos que têm ensino médio e 20,2% dos que têm ensino fundamental.
Conforme a pesquisa, Daniella também lidera entre os eleitores que ganham até R$ 622,00 (30,1%), de R$ 622,00 a R$ 1.244,00 (29,3%. Dentre os que ganham entre R$ 1.244,00 e R$ 3.110,00, Daniela tem a preferência de 21,2%. Já dentre os que ganham de R$ 3.110,00 e R$ 6.220,00, ela tem a preferência de 28,9%. E tem a preferência de 22,2% dos que ganham acima de R$ 6.220,00.
Já Romero Rodrigues tem a preferência de 23,8% dos eleitores que ganham até R$ 622,00. Dentre os que ganham de R$ 622,00 a R$ 1.244,00, Romero tem 24,7% de preferência. Dentre os que ganham entre R$ 1.244,00 e R$ 3.110,00, ele tem a preferência de 24,2%. Já dentre os que ganham de R$ 3.110,00 e R$ 6.220,00, ele tem a preferência de 28,9%. E tem a preferência de 33,3% dos que ganham acima de R$ 6.220,00.
Tatiana é preferida por 8,7% dos que ganham até R$ 622,00; por 12,2% de quem ganha entre R$ 622,00 a R$ 1.244,00. Dentre os que ganham entre R$ 1.244,00 e R$ 3.110,00, Tatiana tem a preferência de 15,9%. Já dentre os que ganham de R$ 3.110,00 e R$ 6.220,00, ela tem a preferência de 7,9%. E tem a preferência de 22,2% dos que ganham acima de R$ 6.220,00.
Guilherme é preferido por 6,8% de quem ganha até R$ 622,00. Dentre os que ganham de R$ 622,00 a R$ 1.244,00, ele tem a preferência de 5,7%. Dentre os que ganham entre R$ 1.244,00 e R$ 3.110,00, ele tem a preferência de 3,8%. Já dentre os que ganham de R$ 3.110,00 e R$ 6.220,00, ele tem a preferência de 10,5%. Pela outra categoria, ele não foi citado. As citações relativas aos outros candidatos são irrelevantes em relação às faixas etárias. 

Felipe Silveira, com Correio da Paraíba e PoliticaPB
Leia Mais ››

Paraibano que participou do maior roubo do país é preso

Rubão
Rubão.
Sábado, 31 de Março de 2012 - 11h22

O assalto ocorreu em 2005, quando uma quadrilha coberta de engenhosidade resolveu assaltar o Banco Central de Fortaleza. O crime deu certo e os assaltantes conseguiram retirar dos cofres da agência nada menos que R$ 164 milhões, mas com o passar dos anos, um a um, os acusados vem sendo detidos e condenados.
Desta vez, quem foi para trás das grades foi o paraibano, Rubens Ramalho de Araújo (Rubão), de 44 anos.
Rubão foi preso, segundo a polícia mineira quando planejava um novo assalto, desta vez em Uberaba, mas após a cooperação entre a polícia goiana e mineira foi localizado por serviços de inteligência e preso em Palmas/TO.
Com os R$ 5 milhões que supostamente ficaram com Rubão ele teria comprado fazendas, carros e casas em Tocantis e no Piauí, mas para a polícia, apesar de rico o paraibano não deixou o velho hábito e permaneceu no mundo do crime.
Rubens Ramalho de Araújo, de 43 anos, o Rubão, mostrou tanquilidade durante a apresentação.

No assalto de Fortaleza, Rubens se recusou a passar pelo túnel da casa alugada próxima ao banco, o que lhe rendeu uma parte menor na partilha do roubo, mas a fobia não o impediu de supostamente comandar assaltos a bancos do interior nos estados de São Paulo, Paraíba, Piauí, Mato Grosso, Maranhão, Bahia e Ceará.
A notícia de sua prisão foi confirmada por agências de notícias de todo Brasil na noite da última quinta-feira (29).

Folha do Sertão com Janildo Silva
Leia Mais ››

Ex-presidiario comete assassinato e é preso pela Polícia em menos de meia hora

O ex-presidiário Isaias Silva Saldanha, conhecido por “Nêgo Isaias”, (foto), de 34 anos, que saiu da prisão a cerca de quinze dias assassinou brutalmente o senhor Manoel Leite Neto, conhecido por seu Manoel,de 58 anos, pedreiro e residente à Rua Pedro Miguel da Silva, bairro das Carvalhadas em Pombal.

O homicídio aconteceu por volta das 15h no Bairro dos Pereiros à Rua Miguel Brilhante quando a vítima chegava ao referido endereço em sua moto conduzindo a sua companheira, Maria José, e foi surpreendido por “Nêgo Isaias”, que de forma violenta desferiu oito golpes de faca peixeira contra a vítima e só parou a violência quando a lamina da faca quebrou dentro do corpo da vítima. 

Na versão do acusado ele afirma que primeiro tomou a faca da vítima e depois o matou.

Nego Isaias que cumpriu pena por tráfico de drogas, roubo, furto e tentativa de homicídio, foi preso por policiais da 2ª CIA de Pombal em menos de meia hora após o fato próximo ao Mercadinho Real nas imediações da BR 230.

Segundo nos informou a Polícia Civil o crime pode ter sido praticado por vingança, já que Maria José, atual companheira de Manoel, já viveu conjugalmente com o Isaías.

Do Falanoticia
Leia Mais ››

'Sem voz estaria morto', diz Lula em entrevista a Folha de S. Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem que teve mais medo de perder a voz do que de morrer após a descoberta do câncer na laringe. "Se eu perdesse a voz, estaria morto."

Um dia depois da notícia de que o tumor desapareceu, ele recebeu a Folha para uma entrevista exclusiva num quarto do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde faz sessões de fonoaudiologia.

Lula comparou a uma "bomba de Hiroshima" o tratamento que fez, com sessões de químio e radioterapia.

Ele emocionou-se ao lembrar da luta do vice-presidente José Alencar (1931-2011), que morreu de câncer há exatamente um ano. "Hoje é que eu tenho noção do que o Zé Alencar passou."

Quase 16 quilos mais magro e com a voz um pouco mais rouca que o normal, o ex-presidente ainda sente dor na garganta e diz que sonha com o dia em que poderá comer pão "com a casca dura".

A entrevista foi acompanhada por Roberto Kalil, seu médico pessoal e "guru", pelo fotógrafo Ricardo Stuckert e pelo presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto.


Ricardo Stuckert -17.fev.2012/Instituto Lula
O ex-presidente, depois da última sessão de radioterapia a que se submeteu, em fevereiro
O ex-presidente, depois da última sessão de radioterapia a que se submeteu, em fevereiro

Folha - Como o sr. está?

Luiz Inácio Lula da Silva - O câncer está resolvido porque não existe mais aqui [aponta para a garganta]. Mas eu tenho que fazer tratamento por um tempo ainda. Tenho que manter a disciplina para evitar que aconteça alguma coisa. Aprendi que tanto quanto os médicos, tanto quanto as injeções, tanto quanto a quimioterapia, tanto quanto a radioterapia, a disciplina no tratamento, cumprir as normas que tem que cumprir, fazer as coisas corretamente, são condições básicas para a gente poder curar o câncer.

Foi difícil abrir mão...

Hoje é que eu tenho noção do que o Zé Alencar passou. [Fica com a voz embargada e os olhos marejados]. Eu, que convivi com ele tanto tempo, não tinha noção do que ele passou. A gente não sabe o que é pior, se a quimioterapia ou a radioterapia. Uns dizem que é a químio, outros que é a rádio. Para mim, os dois são um desastre. Um é uma bomba de Hiroshima e, o outro, eu nem sei que bomba é. Os dois são arrasadores.

O sr. teve medo?

A palavra correta não é medo. É um processo difícil de evitar, não tem uma única causa. As pessoas falam que é o cigarro [que causa a doença], falam que é um monte de coisa que dá, mas tá cheio de criancinha que nasce com câncer e não fuma.

Qual é a palavra correta?

A palavra correta... É uma doença que eu acho que é a mais delicada de todas. É avassaladora. Eu vim aqui com um tumor de 3 cm e de repente estava recebendo uma Hiroshima dentro de mim. [Em alguns momentos] Eu preferiria entrar em coma.
Kalil [interrompendo] - Pelo amor de Deus, presidente!

Em coma?

Eu falei para o Kalil: eu preferiria me trancar num freezer como um carpaccio. Sabe como se faz carpaccio? Você pega o contrafilé, tira a gordura, enrola a carne, amarra o barbante e coloca o contrafilé no freezer e, quando ele está congelado, você corta e faz o carpaccio. A minha vontade era me trancar no freezer e ficar congelado até...
Sentia dor?

Náusea, náusea. A boca não suporta nada, nada, nada, nada. A gente ouvindo as pessoas [que passam por um tratamento contra o câncer] falarem não tem dimensão do que estão sentindo.

Teve medo de morrer?

Eu tinha mais preocupação de perder a voz do que de morrer. Se eu perdesse a voz, estaria morto. Tem gente que fala que não tem medo de morrer, mas eu tenho. Se eu souber que a morte está na China, eu vou para a Bolívia.

O sr. acredita que existe alguma coisa depois da morte?

Eu acredito. Eu acredito que entre a vida que a gente conhece [e a morte] há muita coisa que ainda não compreendemos. Sou um homem que acredita que existam outras coisas que determinam a passagem nossa pela Terra. Sou um homem que acredita, que tem muita fé.

Mesmo assim, teve um medo grande?

Medo, medo, eu vivo com medo. Eu sou um medroso. Não venha me dizer: 'Não tenha medo da morte'. Porque eu me quero vivo. Uma vez ouvi meu amigo [o escritor] Ariano Suassuna dizer que ele chama a morte de Caetana e que, quando vê a Caetana, ele corre dela. Eu não quero ver a Caetana nem...

Qual foi o pior momento neste processo?

Foi quando eu soube. Vim trazer a minha mulher para um exame e a Marisa e o Kalil armaram uma arapuca e me colocaram no tal de PET [aparelho que rastreia tumores]. Eu tinha passado pelo otorrino, o otorrino tinha visto a minha garganta inflamada.

Eu já estava há 40 dias com a garganta inflamada e cada pessoa que eu encontrava me dava uma pastilha No Brasil, as pessoas têm o hábito de dar pastilha para a gente. Não tinha uma pessoa que eu encontrasse que não me desse uma pastilha: 'Essa aqui é boa, maravilhosa, essa é melhor'. Eu já tava cansado de chupar pastilha.

No dia do meu aniversário, eu disse: 'Kalil, vou levar a Marisa para fazer uns exames'. E viemos para cá. O rapaz fez o exame, fez a endoscopia, disse que estava muito inflamada a minha garganta. Aí inventaram essa história de eu fazer o PET. Eu não queria fazer, eu não tinha nada, pô. Aí eu fui fazer depois de xingar muito o Kalil.

Depois, fui para uma sala onde estava o Kalil e mais uns dez médicos. Eu senti um clima meio estranho. O Kalil estava com uma cara meio de chorar. Aí eu falei: 'Sabe de uma coisa? Vocês já foram na casa de alguém para comunicar a morte? Eu já fui. Então falem o que aconteceu, digam!' Aí me contaram que eu tinha um tumor. E eu disse: 'Então vamos tratar'.

Existia a possibilidade de operar o tumor, em vez de fazer o tratamento que o senhor fez.

Na realidade, isso nem foi discutido. Eles chegaram à conclusão de que tinha que fazer o que tinha que fazer para destruir o bicho [quimioterapia seguida de radioterapia], que era o mais certo. Eu disse: 'Vamos fazer'.

O meu papel, então, a partir dessa decisão, era cumprir, era obedecer, me submeter a todos os caprichos que a medicina exigia. Porque eu sabia que era assim. Não pode vacilar. Você não pode [dizer]: 'Hoje eu não quero, não tô com vontade'.

O senhor rezava, buscou ajuda espiritual?

Eu rezo muito, eu rezo muito, independentemente de estar doente.

Fez alguma promessa?

Não.

Existia também uma informação de que o senhor procurou ajuda do médium João de Deus.

Eu não procurei porque não conhecia as pessoas, mas várias pessoas me procuraram e eu sou muito agradecido. Várias pessoas vieram aqui, ainda hoje há várias pessoas me procurando. E todas as que me procurarem eu vou atender, conversar, porque eu acho que isso ajuda.

E como será a vida do sr. a partir de agora? Vai seguir com suas palestras?

Eu não quero tomar nenhuma decisão maluca. Eu ainda estou com a garganta muito dolorida, não posso dizer que estou normal porque, para comer, ainda dói.

Mas acho que entramos na fase em que, daqui a alguns dias, eu vou acordar e vou poder comer pão, sem fazer sopinha. Vou poder comer pão com aquela casca dura. Vai ser o dia!

Eu vou tomando as decisões com o tempo. Uma coisa eu tenho a certeza: eu não farei a agenda que já fiz. Nunca mais eu irei fazer a agenda alucinante e maluca que eu fiz nesses dez meses desde que eu deixei o governo. O que eu trabalhei entre março e outubro de 2011... Nós visitamos 30 e poucos países.

Eu não tenho mais vontade para isso, eu não vou fazer isso. Vou fazer menos coisas, com mais qualidade, participar das eleições de forma mais seletiva, ajudar a minha companheira Dilma [Rousseff] de forma mais seletiva, naquilo que ela entender que eu possa ajudar. Vou voltar mais tranquilo. O mundo não acaba na semana que vem.

Quando é que o senhor começa a participar da campanha de Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo?

Eu acho o Fernando Haddad o melhor candidato. São Paulo não pode continuar na mesmice de tantas e tantas décadas. Eu acho que ele vai surpreender muita gente. E desse negócio de surpreender muita gente eu sei. Muita gente dizia que a Dilma era um poste, que eu estava louco, que eu não entendia de política. Com o Fernando Haddad será a mesma coisa.

O senhor vai pedir à senadora Marta Suplicy para entrar na campanha dele também?

Eu acho que a Marta é uma militante política, ela está na campanha.

Tem falado com ela?

Falei com ela faz uns 15 dias. Ela me ligou para saber da saúde. Eu disse que, quando eu sarar, a gente vai conversar um monte.

E em 2014? O senhor volta a disputar a Presidência?

Para mim não tem 2014, 2018, 2022. Deixa eu contar uma coisa para vocês: eu acabei de deixar a Presidência da República, tem apenas um ano e quatro meses que eu deixei a Presidência.

Poucos brasileiros tiveram a sorte de passar pela Presidência da forma exitosa com que eu passei. E repetir o que eu fiz não será tarefa fácil. Eu sempre terei como adversário eu mesmo. Para que é que eu vou procurar sarna para me coçar se eu posso ajudar outras pessoas, posso trabalhar para outras pessoas?

E depois é o seguinte: você precisa esperar o tempo passar. Essas coisas você não decide agora. Um belo dia você não quer uma coisa, de repente se apresenta uma chance, você participa.

Mas a minha vontade agora é ajudar a minha companheira a ser a melhor presidenta, a trabalhar a reeleição dela. Eu digo sempre o seguinte: a Dilma só não será candidata à reeleição se ela não quiser. É direito dela, constitucional, de ser candidata a presidente da República. E eu terei imenso prazer de ser cabo eleitoral.

Da Folha de S. Paulo
Leia Mais ››

Estado aprova mais de R$ 130 mil em Crédito Fundiário para Bom Sucesso

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras e Planejamento Agrícola da Paraíba (Interpa), aprovou os primeiros pedidos de empréstimo pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário, em 2012. O valor, correspondente a R$ 131 mil, será liberado para três famílias da cidade de Bom Sucesso.

A análise dos pedidos foi feita na manhã desta sexta-feira (30), em reunião da câmara técnica, grupo que reúne instituições e entidades ligadas às questões rurais no Estado, sob a coordenação do Interpa. “Até agora, esses pedidos de empréstimo não apresentaram problema, configurando-se como um bom começo para 2012”, disse o presidente do Interpa, Nivaldo Magalhães.

Segundo ele, duas das famílias beneficiadas moram no sítio Tabuleiro Comprido; a outra, vive no sítio Humaitá. Juntas, elas adquiriram 50 hectares de terra para o trabalho e subsistência na zona rural. “Caso a documentação e os pré-requisitos dos solicitantes estejam de acordo com os critérios do programa, o dinheiro começa a ser liberado em 120 dias”, disse.

O Programa Nacional de Crédito Fundiário é do Governo Federal, com a coordenação dos Estados. O recurso é usado na estruturação necessária para a produção e assistência técnica e extensão rural das áreas beneficiadas. Além da terra, o agricultor pode construir a casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma.

O financiamento pode tanto ser individual quanto coletivo. O programa possui condições diferenciadas de acordo com o valor do financiamento contratado. As liberações podem chegar a R$ 40 mil por família, na Paraíba, com pagamento em até 20 anos, incluindo três anos de carência.

Da Secom - PB
Leia Mais ››

sexta-feira, 30 de março de 2012

GTE de Catolé do Rocha prende vovô do tráfico em Riacho dos Cavalos

O GTE (Grupo Tático Especial) da Policia Civil de Catolé do Rocha (PB), sob o comando da Dra. Silvia Alencar Carvalho Gomes, delegada de Policia Civil de Riacho dos Cavalos (PB), prendeu em flagrante na tarde desta quinta-feira (29),  o senhor Pedro Carolino de Lima ((VULGO PEDOCA), natural de João Dias (RN), solteiro, com 71 anos de idade.

A prisão ocorreu às 17h30, na residência do acusado, no bairro da Rocinha, periferia de Riacho dos Cavalos, e com o mesmo fora apreendido  um revólver calibre 38 taurus, 56 munições calibre 38 e cerca de 14 papelotes contendo várias pedras de crack.

Após algumas semanas de investigação e com o apoio de informações colhidas, e através do DISQUE DENÚNCIA  - 197 da Polícia Civil, o mesmo foi autuado em flagrante e recolhido ao presídio de Catolé do Rocha. 

Esta é a quinta prisão de traficantes de drogas, realizada pelo GTE de Catolé do Rocha, nesta semana.

Droga e arma apreendidos com Pedro Carolino de Lima (Pedoca)

Pedro Carolina de Lima (Pedoca) foi preso na Rocinha, Periferia de Riacho dos Cavalos (PB)

Do Portal Catolé News,
Com informações da 8ª Delegacia de Polícia Civil de C. do Rocha
Leia Mais ››

UBAM: ‘Repasse de R$ 1,4 bi do FPM é insignificante’


Segundo o presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Leonardo Santana, o montante de R$ 17 bilhões repassados aos Municípios em 2012 é insignificante em relação à estrondosa arrecadação do governo da União, que chega a R$ 174 bilhões, nesses primeiros meses do ano.
A União Brasileira de Municípios (UBAM) divulgou hoje o valor do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), referente ao terceiro decêndio do mês de março, que serão depositados nas contas das prefeituras de todo país, nesta sexta-feira, dia 30.
Com a retenção do Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb), o montante a ser depositado será R$ 1.465.178.571,80. Sem essa retenção, o valor total é de 1,8 bilhões de reais.
Segundo o presidente da UBAM, executivo Leonardo Santana, que vem tratando de estudos relativos aos repasses feitos aos entes federados, esse último repasse do mês de março registra um aumento significativo de 28%, em relação ao mesmo período de 2011. Já as previsões da Secretaria da Receita Federal (SRF) estimavam um aumento de 15,6%, que foi divulgado no início do mês.
"Somando os três repasses do mês de março, o FPM teve uma leve recuperação em torno de aproximadamente 7%, com um total de 4,6 bilhões de reais. Durante esses três meses de 2012, os Municípios receberam um total R$ 17, 2 bilhões." Informou Leonardo.
Embora esse montante possa ser considerado recorde nos últimos anos, o presidente da UBAM salientou que o valor partilhado com os menores entes da Federação é ínfimo se for considerada a arrecadação do governo da União, que só nesse início de ano chegou a R$ 174,482 bilhões, com uma alta real de 12% em relação a 2012.
Leonardo voltou a defender os prefeitos e prefeitas de todo país, que segundo ele, tentam fazer mágica com os penosos repasses do governo da União, que esbanja dinheiro como quer e deixa a mercê os que mais se preocupam com a população, sem uma contrapartida que dignifique o pacto federativo e cumpra a Constituição.

Da Redação com assessoria
Leia Mais ››

Repórter faz bico de stripper para inteirar salário

Jornalista













Não está fácil para ninguém mesmo.
A jornalista americana Sarah Tressler, de 29 anos, sempre chamou atenção por sua beleza.
Acontece que a beldade não trabalhava apenas escrevendo reportagens.
Sarah tirava uma graninha extra dançando em uma casa noturna de strip.
Ela escreve para o jornal texano Houston Chronicle desde abril de 2010 e teve sua vida dupla revelada pelo jornal concorrente.
Que furo de reportagem, não é mesmo?

Da Redação com R7
Leia Mais ››

TSE decide mudar sistema de urnas eletrônicas

Urna



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou que vai modificar o software do sistema eleitoral brasileiro para reforçar a segurança do processo. A decisão foi tomada depois que um grupo de especialistas chamados pelo tribunal conseguiu, em um teste, violar o sistema das urnas.
Urna eletrônica
Na semana passada, professores de tecnologia da informação da UnB (Universidade de Brasília) encontraram fragilidades no software. Os primeiros testes foram feitos em 2009, um ano antes das eleições presidenciais de 2010. Naquele ano, nenhum grupo obteve êxito no “hackeamento”.
Neste ano, porém, o grupo de especialistas detectou uma combinação fraca dos votos e conseguiu ordená-los em uma eleição simulada com 475 votantes. Dessa forma, eles conseguiram saber, por exemplo, quem foram os escolhidos do primeiro eleitor, do segundo, e assim por diante.
A ordem dos eleitores, no entanto, não foi descoberta, o que, segundo o TSE, é suficiente para preservar o sigilo do voto. Atualmente, quando vai votar, o eleitor apenas assina uma folha com seu nome. Os cadernos colocados nas zonas eleitorais estão em ordem alfabética. Portanto, não dá para saber em que ordem as pessoas votaram.
De acordo com o secretario de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Dutra Janino, o sistema é totalmente seguro e o brasileiro pode ficar tranquilo quando for votar nas eleições municipais, em outubro deste ano.
- O sistema eleitoral brasileiro está montado em sequências de dispositivos de segurança que tornam a fraude inviável.
Ele explicou que, tanto o sigilo do voto como a alteração no resultado das eleições são impossíveis. Ainda assim, o sistema será reforçado para resolver os problemas apontados pelos professores da UnB.
- A equipe já está trabalhando na correção e melhoria desse algoritmo e nas outras melhorias possíveis, baseadas nos testes apresentados. Tudo isso serve para melhorar o software que será usado nas eleições.
Transparência
O professor de Ciências Tecnológicas da UnB Diego de Freitas Aranha, que fez parte do grupo que conseguiu quebrar o “embaralhamento” dos votos, disse que o processo é importante para aumentar a transparência do sistema.
- Nós acreditamos que, se as sugestões forem realmente acatadas e implementadas, o risco de esse mecanismo de reverter o embaralhamento se repetir não mais existirá. O sistema nos foi aberto e a partir de então conseguimos dar nossa contribuição. Esperamos que isso continue ocorrendo para que o sistema eleitoral seja cada vez mais transparente.

Portal 7
Leia Mais ››

quinta-feira, 29 de março de 2012

Em Catolé do Rocha, Promotoria ajuíza ações civis para sanar irregularidades no Hospital Regional e USF Tancredo Neves




                                                                Hospital Regional

A Promotoria de Justiça de Catolé do Rocha ajuizou duas ações civis públicas, uma contra do Estado e outra contra o Município, para que sejam sanadas todas as irregularidades apontadas no Hospital Regional Dr. Américo Maia de Vasconcelos e na Unidade de Saúde da Família Tancredo Neves. De acordo com o promotor de Justiça Ricardo Alex Almeida, a Promotoria recebeu relatórios dos Conselhos Regionais de Medicina e Farmácia e da Agência Estadual de Vigilância Sanitária apontando diversas providências a serem adotadas nos dois estabelecimento.

No hospital regional, que é de responsabilidade do Estado, foram evidenciados problemas de recursos humanos. “Restou demonstrado que não há condições para o funcionamento de uma Maternidade que exige dois obstetras, um pediatra e um anestesiologista, todos de plantão 24 horas, e que a, depender da análise da situação dos anestesiologistas, o CRM poderá interditar o bloco cirúrgico e a maternidade do hospital”, informou o promotor.

Também foram encontrados problemas como sala de Emergência sem sinalização; almotolias sem tampa e sem identificação; sala de observação sem separação por biombo; nas enfermarias os pacientes continuam sem roupas do Hospital; Comissão de Controle de Infecção Hospitalar agora não funciona regularmente; sala de recuperação anestésica sem pediatra de plantão; lixo em frente ao necrotério.

Ricardo Alex Almeida disse ainda que a direção do hospital foi notificada para adotar as providências necessárias, mas não respondeu. “Percebe-se, desta forma, a omissão do Estado da Paraíba, gestor do estabelecimento de saúde em questão, no cumprimento das determinações dos órgãos fiscalizatórios, porquanto foram feitas inúmeras inspeções e em todas foi constatada a não conformidade dos serviços de saúde no estabelecimento”, disse.

Na USF do Tancredo Neves

Sobre a Unidade de Saúde da Família Tancredo Neves, o promotor informou que grande parte das irregularidades constatadas pelos órgãos de fiscalização são providências simples, como implementar rotinas, fazer correta segregação de resíduos, atualizar formulário-padrão de atestado médico, o que não demanda um grande aporte financeiro para tanto. “E, mesmo diante das providências mais simples, o gestor público não demonstrou interesse em resolvê-los por completo”, asseverou.

“Outra questão relevante e que causa surpresa é o fato de a unidade de saúde não dispor sequer de sabonete líquido e papel toalha para higienização básica das mãos quando do atendimento de pacientes. Anotações de responsabilidade técnica, nomeação de responsável técnico nos Programas de Saúde da Família são problemas que diuturnamente são encontrados nas fiscalizações que esta Promotoria vem realizando”, acrescentou Ricardo Alex.


Asssessoria do MPPB
Leia Mais ››

Pai de Santo é preso com 9,5 kg de Maconha em Sousa

Prisão do Pai de Santo (Foto: Folha do Sertão)
Um pai de santo foi preso no município de Sousa, Sertão paraibano, nesta quarta-feira (28) durante uma operação do Grupamento de Choque da Polícia Militar do 14º Batalhão. Com Luan Wesley Meneses de Sousa, 21 anos, os policiais apreenderam 9,5 kg de maconha prensada.

Segundo informações policiais, o acusado estava sendo monitorado há algum tempo após denúncias sobre a movimentação diária na residência do pai de santo.

Durante abordagem, várias pessoas entre idosos e crianças estavam no centro de umbanda onde seria realizada uma festa.

O pai de santo, Luan Wesley, confessou que a droga era sua e foi adquirida por R$ 10 mil em São Paulo através do Correio.

Na casa do acusado, os policiais encontraram vários depósitos no valor de R$ 36.580.Luan Wesley foi encaminhado para a Delegacia de Sousa.

Fonte: Folha do Sertão
Leia Mais ››

Garota de 12 anos é estuprada e acusado é um jovem de 21 anos

De acordo com a mãe da garota, Maria Penha, a filha de 12 anos saiu de casa neste sábado (24) para uma festa do padroeiro São José no alto da caixa d’água município e não retornou para casa.


No domingo pela manhã, a mãe da garota foi procurar o conselho tutelar daquela cidade, informando sobre o desaparecimento da filha.

Informações de populares contam que a jovem esteve realmente na festa e logo após saiu com alguns rapazes e passou a noite na casa de um deles.

Edjeferson Vieira de Freitas de 21 anos conhecido por (Ed) residente no bairro da caixa d’água em Pirpirituba

A menor conformou ao concelho tutelar que foi violentada sexualmente pelo acusado. A menor foi encaminhada para João Pessoa para realizar o exame de conjunção carnal para ai sim o conselho tutelar encaminhar o fato a justiça.

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››

Levantamento mostra que desde o ano de 1999 até os dias atuais todos os gestores de Bom Sucesso respondem ou responderam a processos judiciais.


 
 

Um levantamento feito através dos portais da justiça seja na esfera Federal ou Estadual, mostra a dura realidade de um pequeno município, onde os gestores não conseguem se manter em um padrão ético e de pura obediência administrativa ou na vida cotidiana.

O município é Bom Sucesso – PB no interior da Paraíba, e o povo dessa pequena cidade passa observar o comportamento dos gestores públicos municipais (políticos); devido este ou aquele querer demonstrar ao contrario da nossa triste e dura realidade. Dizer que este ou aquele político não fez algo de errado na administração municipal é difícil acreditar; pois os fatos mostra a realidade nada satisfatória, e o que se nota é que os órgãos que fiscalizam a administração publica encontra fortes indícios de que os gestores não tem cuidado bem da edilidade municipal e nem das finanças públicas entre outros aspectos, existem até mesmo indícios de improbidade administrativa. A população fica triste e aborrecida com tanta denuncia contra os nossos gestores; muito embora que tem aqueles que querem demonstrar inocência, mas não é este o mesmo entendimento de órgãos de fiscalização e da justiça, quando não se devolve dinheiro a os cofres públicos, respondem por atos de improbidade entre outros diversos aspectos devidamente investigado, como na vida comum. Não existe este ou aquele que venha a publicar inocência extrema não podendo acusar os seus pares da administração.
Desde de 1999 até hoje 2012, os nossos gestores sofrem ou sofreram algum tipo de investigação, respondendo a alguns processos judiciais. Ficamos tristes com estes acontecimentos; não podemos ter alegria em fazermos publicação destes fatos, não dá pra se alegrar com este Cenário que as vezes nos envergonham, pode até alguém ficar alegre com estes fatos, mais com certeza é uma minoria. Não irei publicar nomes e nem os números dos processos aqui abordados, porque é antiético e não é esta a minha intenção, em denegrir a imagem de ninguém, mas as provas sobre os assuntos mencionados temos, e qualquer um cidadão pode consultar nos portais da justiça e observar que o que publicamos é a dura realidade.
Mas podemos fazer algo que melhore esta situação caótica; e é através do voto para o legislativo (para fiscalizar) e para o executivo (para administrar e executar), pois o que não se pode é aceitar estes fatos como coisa comum.


A NOTICIA BOM SUCESSO PB

Leia Mais ››

STJ mantém exigência de bafômetro para casos de embriaguez ao volante


 

G1

A terceira seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira (28), por cinco votos a quatro, manter a obrigatoriedade do teste do bafômetro ou do exame de sangue e rejeitar outros tipos de prova (como exame clínico e depoimento de testemunhas) para se comprovar a embriaguez de motoristas ao volante em processo criminal.
A seção do STJ analisou um recurso do Ministério Público contra decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) em benefício de um motorista que não fez o teste do bafômetro. Em março de 2008, três meses antes de a Lei Seca entrar em vigor, esse motorista se envolveu em um acidente de trânsito. Ele foi submetido a um teste clínico no Instituto Médico Legal que constatou embriaguez. Processado criminalmente, o motorista argumentou à Justiça que não ficou comprovada a concentração de álcool que a nova lei passou a estipular para caracterizar embriaguez (seis decigramas por litro de sangue).
A decisão da terceira seção do STJ vale apenas para esse processo, mas pode ser usada como precedente para casos semelhantes nas demais instâncias da Justiça. Cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF).
A polêmica sobre o assunto levou o julgamento no STJ a ser interrompido por três vezes por pedidos de vista dos ministros Sebastião Reis Júnior, Laurita Vaz e Adílson Vieira Macabu.
A maioria dos integrantes da terceira seção seguiu o voto do ministro Adílson Macabu. Para ele, o “clamor social” pela punição de motoristas embriagados não pode justificar a violação de direitos fundamentais, como o de não produzir provas contra si.
“Mesmo que a lei seja falha, sua interpretação pelo Judiciário não pode invadir a competência do Legislativo”, afirmou Macabu.
Os ministros que ficaram vencidos no julgamento defendiam a admissão de outros tipos de provas nos casos de embriaguez ao volante, como o exame clínico e o depoimento de testemunhas.
A análise do tema foi iniciada no dia 8 de fevereiro com o voto do relator do caso, ministro Marco Aurélio Belizze, que defendeu outros meios para comprovação da embriaguez. “Não argumentei pela comoção social. Não sou ativista social e não proponho nenhum desrespeito a direito fundamental. Ninguém tem direito fundamental a praticar crime e não ser punido”, afirmou Belizze na sessão anterior.
Segundo decreto editado pelo governo federal, um motorista pode ser responsabilizido criminalmente se for comprovada uma quantidade de álcool acima de seis decigramas por litro de sangue.
Os motoristas que entram na Justiça contra a Lei Seca alegam que ninguém é obrigado a produzir provas contra si, já que a Constituição Federal resguarda as pessoas da autoincriminação.
Para o Ministério Público, outros meios de prova, além do bafômetro, devem ser utilizados para provar embriaguez. Para rebater o argumento dos motoristas, o MP defende o uso preferencialmente da perícia, respeitado o direito contra a autoincriminação. Nos casos em que os sintomas de embriaguez são indisfarçáveis, essa perícia poderia ser substituída, segundo o MP, por exame clínico ou por testemunhas.

A NOTICIA BOM SUCESSO PB
Leia Mais ››