Seguidores

CIED

CIED

quinta-feira, 30 de março de 2017

Gestores têm contas reprovadas por gastos irregulares em prefeituras da PB

Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB)

Ex-prefeito de Cajazeiras, Léo Abreu, foi multado em R$ 4,1 mil, junto com o presidente do Instituto de Previdência do Município, após acolhimento de denúncia sobre informação falsa à Previdência Social


Os ex-prefeitos de Juarez Távora, José Alves Feitosa; de Catingueira, Albino Félix; de Cajazeiras, Léo Abre; e o prefeito de Juru, Luiz Galvão, tiveram as contas reprovadas durante sessão desta quarta-feira (29) do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).



Segundo o TCE-PB, José Alves Feitosa teve as contas de 2011 reprovadas por despesas irregulares, sendo boa parte delas com combustível. O ex-gestor foi multado em R$ 127,3 mil.

Por conta de aplicações em educação e ações de saúde pública, além do não recolhimento de contribuições previdenciárias, a Corte reprovou as contas de 2014 de Albino Félix. A decisão cabe recurso.

Com relação ao prefeito de Juru, o TCE-PB reprovou as contas de 2017 e aplicou multa de R$ 311,4 mil por despesas irregulares ordenadas no decorrer do exercício.

Já o ex-prefeito de Cajazeiras, Léo Abreu, foi multado em R$ 4,1 mil, junto com o presidente do Instituto de Previdência do Município, após acolhimento de denúncia sobre informação falsa à Previdência Social.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário