Seguidores

CIED

CIED

quarta-feira, 12 de julho de 2017

PT não vê surpresa em condenação de Lula e prepara ato de desagravo ao ex-presidente


Presidente estadual, Jackson Macedo, alegou que o magistrado teria passado os últimos três anos perseguindo o petista e a sigla, por isso, o resultado era esperado

Por: Thais Cirino

A notícia da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, no caso do triplex não foi recebida com surpresa pelo PT paraibano. De acordo com o presidente da legenda, Jackson Macedo, o magistrado teria passado os últimos três anos perseguindo o petista e a sigla, por isso, o resultado era esperado. Apesar disso, o dirigente alega que o PT segue confiante na inocência de Lula e prepara um ato de desagravo ao ex-presidente na sexta-feira (21).
“Nós vamos ter o ato nacional pelas Diretas Já na próxima semana aqui em João Pessoa com lideranças nacionais. Vamos aproveitar e transformá-lo em um ato de desagravo ao ex-presidente”, confirmou. Jackson acredita que a decisão era esperada porque haveria certa ‘perseguição’ ao partido por parte do magistrado. “O juiz Sérgio Moro condenar Lula não é novidade porque ele passou os últimos três anos perseguindo o presidente e o PT. Já guardávamos isso. Partindo dele já sabíamos qual seria sua decisão. Ainda é uma decisão de primeira instância , cabe muitos recursos ainda e o jogo continua sendo jogado”, desabafou o presidente do partido, logo após a condenação.
O dirigente informou que a sigla acredita na inocência de Lula. “Queremos deixar claro que o PT reafirma que o presidente Lula não é dono do triplex e mais de 100 testemunhas disseram isso. A única pessoa que afirma que o triplex pertence a ele é o dono da construtora, a mesma construtora que deu esse triplex diversas vezes como garantia de empréstimos. O presidente Lula tem condições financeiras de adquirir um apartamento daquele porte de forma lícita. Não há nada que comprove que o triplex pertença a ele”, garante.
A ação penal que foi julgada envolve o caso da compra e reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. Lula foi condenado a nove anos e seis meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além dele, outras seis pessoas foram condenadas no mesmo processo. Jackson ainda pôs em dúvida o julgamento de Moro. “O juiz do caso a gente já conhece: tem um  pai que foi filiado ao PSDB, uma esposa que foi assessora da bancada do PSDB no Congresso Nacional. Não podemos esperar outra decisão que não fosse essa”, analisou.
O PT ainda vai se manifestar oficialmente sobre a questão. Mas o deputado estadual Frei Anastácio (PT) também não vê surpresa na decisão do juiz Sérgio Moro e afirma que a decisão é uma resposta do magistrado à burguesia e a direita brasileira. Para o parlamentar, Lula foi condenado sem provas e a decisão será revertida no Supremo Tribunal Federal. “O juiz tem que dar uma resposta a direita, portanto, não é surpresa, não. Ele tem que dar respostas a direita e a burguesia desse país. A Justiça é seletiva e elitista e ele tem que dar resposta a isso, a classe alta da sociedade, a Câmara e o Senado. Não tem nada que prove que Lula seja dono do tripelx. Ele está dando essa condenação para dar uma satisfação a sociedade”.
Fonte: Blog do Gordinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário