Seguidores

CIED

CIED

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

"Profeta das Chuvas" prevê inverno promissor no ano de 2015, no Nordeste

raimundoalvess

Profeta da Chuva Diz que Inverno Será Normal

Considerado um dos profetas do tempo mais respeitados da região do Seridó, o agricultor Raimundo Alves, morador do Sítio Parelha (em Acari RN) demonstra otimismo com relação às chuvas deste ano. Raimundo conversou com o Blog do Marcos Dantas na manhã desta quinta-feira (05 de fevereiro de 2015), ao participar do encontro com o meteorologista da EMPARN, Gilmar Bristot em Caicó.
Raimundo confessa usar várias experiências para suas previsões, como a carga do cumaru, da aroeira, do feijão brabo. Mas uma delas, ele faz questão de destacar. “Os ratos nunca mais tinham feito ninho em cardeiro, e fizeram esse ano. É um excelente sinal. A minha expectativa para o inverno deste ano, se os ventos continuarem como essa mudança do dia 02 pra cá, vamos um inverno normal, e ainda pode ter uma surpresa, de acima do normal”, explicou.
O profeta diz orgulho que de dez previsões ele costuma errar no máximo duas. Até prêmio pelas suas profecias, Raimundo Alves já ganhou. “Em 2011 eu previ que chovia na região do Acari acima do normal e choveu 782 mm; em 2012 eu disse que ia ser seco e choveu apenas 256 mm; em 2013 disse que o ano ia se repetir 2012 e choveu 191 mm; em 2014 previ que teríamos um acumulado de chuvas de 600 mm e tivemos 645. E em 2015 estou animado, vai ser normal de uns 600 mm, e poderemos ter surpresa, um inverno acima da média com um acumulado de 700 mm”, disse Raimundo Alves.
Por Marcos Dantas

 "Profeta das Chuvas" prevê inverno promissor no ano de 2015 no Ceará

Profecia e ciência. Profetas populares x El Niño. Com a proximidade do período da quadra chuvosa no Ceará, entre janeiro e junho, as expectativas se voltam para as experiências dos profetas populares que colocam suas observações a serviço do homem do sertão.
Existem também os prognósticos analisados por órgãos como a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que estuda as situações climáticas a fim de anunciar para o Estado como será a situação de chuvas, principalmente no Ceará. A Fundação, aliás, só se pronunciará oficialmente no mês de janeiro.
Açudes cheios
O profeta popular Jeremias Silva Mota, de 78 anos, natural da cidade de Buriti dos Alves, no vizinho Estado do Piauí, mas residindo na cidade de Alcântaras, norte do Ceará, disse, durante passagem por Canindé, durante a Romaria de São Francisco das Chagas, que, em 2015, teremos bom inverno, principalmente para encher açudes. 
Jeremias se baseia na construção da casa do joão-de-barro, que está com a boca para o poente, "espaço onde o sol dá adeus ao dia, cedendo seu lugar para início da noite, protegida de grandes precipitações. Quando ele faz sua morada nessa posição é fatal. Teremos inverno, sim. Nos anos anteriores, ele fez sua casinha com a boca para o 'nascente', onde o sol anuncia a sua chegada para iluminar um novo dia. Deu no que deu", alertou o profeta.
Jeremias lembra que 2015 será o ano de lembrar a maior seca da história. "O ano de 1915 foi quando muitas pessoas morreram de fome e sede. Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Uma profecia anuncia um grande inverno para o Nordeste, pode esperar meu jovem".
Formigas
 Segundo ele, nos últimos quatro anos de seca no Ceará, suas experiências sempre foram as piores possíveis. "Tentei de todas as formas e nada dava sinal de chuva. A mudança de local das formigas, as pedras de sal de santa Luzia. 
O agricultor pega as pedras, coloca numa tábua, marca os meses e coloca no sereno da noite. De manhã, olha qual pedra derreteu. Se molhar os locais dos meses de janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho, é sinal de água correndo no sertão. Mas tudo foi um fracasso só".
El Niño
Outra esperança sertaneja são os indícios do fenômeno climático "El Niño", previsto para este segundo semestre e que já começa aparecer. De ocorrência cíclica, provocada pelo aumento de temperatura das águas da região tropical do Oceano Pacífico. Não relacionado às mudanças climáticas, o El Niño torna os eventos de seca e de chuva mais agudos, o que pode resultar em desastres naturais e prejuízos às cidades e à população.
O fenômeno foi batizado de com esse nome em homenagem ao Menino Jesus (em Espanhol), El Niño, por provocar eventos em período próximo ao Natal.
Prevenção
"No Nordeste, a seca costuma se agravar. Na região do Sul as chuvas intensas são o principal efeito", explica o geógrafo Christovam Barcellos, da Fundação Osvaldo Cruz, em seu artigo escrito na revista "Radis" - "Prevenção a uma ocorrência anunciada", uma forma de guia para evitar ou minimizar efeitos com temporais e seca, acentuados pelo fenômeno El Niño e que pode durar até o ano que vem. Segundo ele, a intensidade do fenômeno em 2015 deverá ser de fraca a moderada. Mesmo assim, há risco de enchentes e deslizamentos de terra no Sul.
Relatórios
Essas previsões de fenômenos climáticos são acompanhadas pelos meteorologistas do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) por meio de relatórios.
Esses documentos informam como deverão ser as condições de precipitação e temperatura, em relação aos padrões climatológicos normais. São analisados modelos climáticos e sistema de escala global que irão influenciar as condições de tempo no Brasil.
Como o fenômeno El Niño é uma das principais fontes de influência do clima no País, acaba por condicionar as previsões realizadas para o trimestre.

'Profetas da chuva' do CE preveem bom ano para agricultura no Nordeste

Profetas fazem previsão de chuva com base em elementos da natureza.
Quixadá sedia anualmente o encontro dos chamados profetas da chuva.

André Teixeira Do G1 CE
18 comentários
Profeta da chuva observa a casa de joão-de-barro (Foto: Alex Pimentel/Agência Diário) 
O ''profeta da chuva'' Erasmo Barreira observa a casa do joão-de-barro na cidade de Quixadá para dar previsões sobre a estação chuvosa. (Foto: Alex Pimentel/Agência Diário)
Os chamados “profetas da chuva” se reúnem neste sábado (14) em Quixadá, sertão central do Ceará, para divulgar previsões para o período chuvoso com base em elementos da natureza. Três deles antecipam as previsões e dizem que a estação chuvosa será boa para os agricultores do Ceará e do Nordeste. Meteorologista que acompanha trabalho do grupo diz que as previsões baseadas na natureza são de curto prazo.
João de barro construiu a casa voltada para o poente, sinal de muita chuva, diz profeta. (Foto: Alex Pimentel/Agência Diário) 
João-e-barro construiu a casa voltada para o
poente, sinal de muita chuva, diz profeta.
(Foto: Alex Pimentel/Agência Diário)
Os 32 profetas que se encontram anualmente em Quixadá fazem leitura em plantas, insetos, ventos e nuvens para arriscar palpites. Erasmo Barreira, um dos profetas da chuva, diz que os pássaros da espécie joão-de-barro construíram seus ninhos com a entrada voltada para o poente, um sinal de bom período chuvoso, segundo ele. “O joão-de-barro faz a entrada da casa voltada para poente para proteger os filhotes da chuva. Em 2012 teremos um ótimo inverno, até melhor do o de 2011”, diz.
O idealizador do encontro dos profetas da chuva, Élder dos Santos Cortez, diz que um métodos mais comuns de previsão é com o uso do sal de cozinha. Os profetas fazem seis montes de sal, equivalente aos meses de janeiro a julho. Na primeira chuva do ano, se um dos montes de sal absorver muita água significa que o mês referente àquela porção de sal será chuvoso; caso contrário, haverá estiagem naquele mesmo mês. Com base no sal, os profetas também preveem um bom ano para a agricultura no Ceará.
Já o dentista e profeta Paulo Costa aposta em uma metodologia menos comum. Em setembro, ele entra em um período de abstinência sexual e de oração diária para se purificar e ter a capacidade de fazer a leitura dos astros e das nuvens. Com base nessas leituras, Costa acredita que prevê a evolução do período chuvoso no Ceará.
De acordo com o idealizador e coordenador do evento, Élder dos Santos, 26 dos 32 profetas da chuva afirmaram em janeiro de 2011 que as chuvas seriam boas para a agricultura no ano passado. Neste ano, os profetas e a Secretaria do Desenvolvimento Agrário consideraram 2011 um bom ano para a agricultura, como previram os profetas.
Valor cultural
Para Élder dos Santos, o maior valor do encontro dos profetas é a valorização cultural da “sabedoria popular”. “Em todas as cidades do Ceará nós temos profetas, o que fizemos foi reunir essas profetas, que são os personagens principais do evento, e valorizar as profecias deles”, diz.
O coordenador destaca também que já foram publicados livros, trabalhos de conclusão de curso, teses de mestrados e documentários sobre o encontro anual. “Queríamos mais a participação de professores e alunos das universidades cearenses. Atualmente recebemos mais pesquisadores de outros países do que próprio Ceará”, diz.
O coordenador do evento diz também que os profetas participam do evento sem interesse em remuneração ou promoção pessoal. "O profeta da chuva tem o objetivo de ajudar os colegas da agricultura sobre como ele deve se preparar para a aquele ano. Ele recebe dicas se deve plantar muito porque haverá muita chuva ou, se houver pouca chuva, não plantar muito para não perder as sementes."
Profecia popular com base na em elementos da natureza só funciona a curto prazo, diz meteorologista (Foto: André Teixeira/G1) 
Profecia popular com base na em elementos da
natureza só funciona a curto prazo, diz
meteorologista. (Foto: André Teixeira/G1)
Visão científica
Para o meteorologista Luiz Gonzaga Campos, que participa do encontro dos profetas, as previsões de chuva com base em elementos da natureza funcionam somente em leituras a curto prazo, para período de 24 horas. “Ainda assim às vezes dá certo, às vezes dá errado”, ressalta.
O meteorologista diz conhecer apenas um elemento da natureza confiável relacionado a precipitações, a planta mata pasto. Campos diz que essa espécie floresce apenas quando se encerra o período chuvoso.
Com base em metodologia científica, Campos também afirma que este ano o inverno será bom para a agricultura. Ele explica que a temperatura resfriada do Oceano Pacífico e a corrente vento frio vinda do continente africano favorecem a formação de nuvens que culminam em chuva. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ainda não divulgou oficialmente o prognóstico de chuvas para o Ceará em 2012.

A NOTICIA BOM SUCESSO PB com a Folha Patuense, G1 e Roberto Lira Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário