Seguidores

sábado, 30 de julho de 2016

Partidos políticos oficializam candidaturas neste final de semana em Brejo dos Santos

A Política brejosantense será bastante movimentada neste final de semana quando acontecerá as convenções partidárias que irão definir os candidatos a prefeito, vice prefeito e vereador de Brejo dos Santos.
No sábado 30, dois pré-candidatos oficializarão suas candidaturas a prefeito. Dedé de Livaci (PDT) que fará convenção na Praça Valdivino Xavier, no Bairro das Populares das 08 às 17h00.
Já na Câmara de vereadores, no centro da cidade, acontecerá também das 14h00 às 17h00 a convenção do PSDB, DEM e PSD os quais deverão apresentar as candidaturas do ex-deputado estadual e ex-prefeito, Lauri Ferreira da Costa (PSDB) e Sandro Santos (PSDB). Os dois são médicos. Também será homologadas as candidaturas dos quem desejam concorrer ao cargo de vereador pela coligação.
No domingo, dia 31, será a vez dos partidos PT do B, PSB e PT realizarem a convenção. Eles deverão sacramentar o nome do atual prefeito e candidato a reeleição, o médico Luiz Vieira de Almeida  e Edivan Guedes, ambos do PT do B. A chapa é a mesma que disputou a eleição de 2012 que saiu vitoriosa.
O evento partidário acontecerá das 08h00 às 17h00, no edifício da Câmara de Brejo dos Santos, no centro da cidade. A coligação deverá apresentar os nomes de nove candidatos que disputarão cadeiras para parlamento local.
O PPS e o PMDB deixaram para o último prazo dado pela justiça eleitoral para realização de convenções. As duas agremiações só escolherão as candidaturas no dia 05 de agosto. Os dois partidos deverão oficializar o nome de Juninho Tranquilinho para o cargo de prefeito.
Os partidos e candidatos já podem formalizar contratos que gerem despesas e gastos com a instalação física e virtual de seus comitês de campanha. Os gastos, no entanto, só serão efetivados após a Justiça Eleitoral receber o CNPJ, a conta bancária específica para a movimentação financeira de campanha e os recibos eleitorais. Em Brejo dos Santos, os candidatos ao cargo majoritário (prefeito) só poderão gastar 108 mil reais e os da chapa proporcional (vereador), 10 mil.
Luiz, Lauri e Dede









IN1

Nenhum comentário:

Postar um comentário